Sete formas de consumir feijão e ainda economizar nas calorias

Variar os temperos e comer na salada enchem o prato de nutrientes

POR MANUELA PAGAN - ATUALIZADO EM 17/08/2016

Ele está entre os alimentos mais populares do cardápio brasileiro. O feijão é uma leguminosa rica em proteínas de origem vegetal, em vitaminas do complexo B, em ferro e fibras. "Esses nutrientes são importantes para o bom funcionamento do nosso corpo, para a saúde da pele, dos cabelos, das unhas, do intestino e até para melhorar o humor", explica a nutricionista Flávia Morais, coordenadora de nutrição da rede de lojas Mundo Verde, em São Paulo. Como se não bastasse, o feijão também é pouco calórico (tem cerca de 50 calorias numa concha média), mas algumas combinações podem deixar esse prato do dia a dia gordo e nada saudável. Aproveite que ele é uma delícia em qualquer preparação e opte pelas versões mais levinhas. O Minha Vida conversou com os especialistas e te mostra quais são elas.

Opte por óleos vegetais

O feijão pode ser cozido apenas na água, nesse momento não é preciso adicionar nada que vá engordá-lo, como óleos ou banha de porco. Mas, para refogá-lo, é interessante usar óleos vegetais - como o de canola e o de girassol. A nutricionista Flávia Morais explica que esses óleos tem um ponto de fumaça maior, ou seja, são mais resistentes ao calor. Isso vai evitar que a gordura do óleo se transforme em gordura trans, que faz mal ao coração e obstrui os vasos sanguíneos.