Cuidados na preparação dos alimentos evitam azia

Substituir ingredientes e priorizar receitas caseiras podem evitar a queimação

POR LAURA TAVARES - ATUALIZADO EM 18/10/2016

Quem sofre de refluxo gastroesofágico aprende com o desconforto da azia o que evitar comer. Alimentos picantes são o ponto fraco de alguns. Sucos cítricos se tornam os grandes vilões de outros. Assim, o sintoma pode ser desencadeado por diferentes fatores e varia de pessoa para pessoa. Mas não é apenas o cardápio que tem influência sobre o problema. Segundo a nutricionista Cátia Medeiros, da clínica Atual Nutrição, em São Paulo, a maneira como esses alimentos são preparados também pode ajudar a evitar crises da doença. "Optar por fazer uma batata assada ao invés de frita, por exemplo, é recomendado para evitar a queimação", afirma. Veja a seguir outras dicas para prevenir a azia:

Evite frituras

"Fritar é sempre a pior maneira de preparar um alimento", afirma a nutricionista Daniela Jobst, da clínica NutriJobst, em São Paulo. Segundo ela, frituras são extremamente gordurosas, o que dificulta o processo de digestão e estimula maior produção de ácido gástrico. "Isso faz com que as mucosas do esôfago e do estômago fiquem mais sensíveis, favorecendo a azia", explica. Além disso, o óleo aquecido sofre alterações químicas, transformando uma gordura boa em gordura ruim, mudança essa relacionada ao aumento dos níveis do mau colesterol (LDL). Alimentos grelhados e assados, por sua vez, preservam a maior parte dos nutrientes, pois o forno não os deixa desidratados e não dilui as vitaminas neles presentes.