Sete motivos explicam por que 51% dos brasileiros estão acima do peso

Alimentos industrializados, álcool e comer fora são alguns vilões do ganho de peso

POR BRUNA STUPPIELLO - ATUALIZADO EM 14/07/2017

Em 1974, somente 28,7% das mulheres e 18,5% dos homens brasileiros estavam com excesso de peso, segundo dados do IBGE. Em 2015, constatou-se que 56,9% da população acima de 18 anos está com sobrepeso, de acordo com a Secretaria da Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.

A obesidade também aumentou consideravelmente, em 1974 somente 8% das mulheres e 2,8% dos homens tinham IMC (índice de massa corpórea) igual ou maior que 30. Já em 2013 o índice subiu para 17% da população. O excesso de peso e obesidade aumentam as chances de uma série de problemas como: diabetes, hipertensão, colesterol alto e acidente vascular cerebral.

Diante de um quadro tão alarmante, surge a questão: Por que a população engordou tanto nos últimos anos? Conversamos com especialistas a fim de entender as principais causas do ganho de peso. Confira e veja como melhorar seus hábitos.

Alimentos ultraprocessados

Os alimentos ultraprocessados são aqueles modificados pela introdução de substâncias que alteram significativamente sua natureza ou seu uso e por formulações realizadas a partir de ingredientes industriais que normalmente contam com pouca ou nenhuma participação de alimentos. Exemplos destas comidas e bebidas são: refrigerantes, sucos industrializados, bolachas e salgadinhos.

Estes alimentos contribuem para o ganho de peso por serem nutricionalmente desequilibrados. Eles normalmente possuem grandes quantidades de sódio, açúcar, gordura saturada e trans, conservantes e calorias.

Além de proporcionarem o maior ganho de peso, estes componentes também favorecem uma série de problemas como diabetes, colesterol alto, complicações cardiovasculares, hipertensão, alergia, câncer, doenças renais, acidente vascular cerebral, entre outros.

Fora a questão nutricional, eles também contribuem para o ganho de peso devido a praticidade. "Estes alimentos permitem o consumo praticamente a toda a hora, você não come arroz e feijão andando na rua, por exemplo, mas com um salgadinho isto é possível. O que engorda é comer mais do que precisa e por terem tantos problemas nutricionais e serem fáceis de ingerir, os alimentos ultraprocessados causam isto", diz a nutricionista Inês Rugani Ribeiro de Castro, professora associada do Instituto de Nutrição da Universidade do Estado do Rio Janeiro.

Infelizmente, este tipo de alimento está cada vez mais presente na dieta do brasileiro. "A média no país é que 30% da população tem como base em sua alimentação produtos ultraprocessados", conta Castro. Ao ingerir maior quantidade destes alimentos, as pessoas deixam de consumir opções saudáveis, como frutas, legumes, verduras, cereais e leguminosas.