9 alimentos que aumentam a testosterona naturalmente

Estudos mostram que é possível aumentar esse hormônio fazendo alguns ajustes no cardápio

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 19/04/2018

Dr. Reginaldo Rena
Nutrologia - CRM 69236/SP
especialista minha vida

A testosterona é um hormônio, o que significa que esta substância é produzida em uma parte de nosso organismo e vai agir em outro local do nosso corpo, transportado pelo sangue. Ela é produzida nos testículos, nas células de Leydig e nas glândulas adrenais nos homens e, nas mulheres, é produzida nos ovários e também nas glândulas adrenais, classificada como um esteróide anabólico.

PUBLICIDADE

Chamada popularmente de hormônio masculino, está presente e tem importantes funções também nas mulheres, porém é produzida em doses menores do que no homem. A testosterona tem funções para:

  • Desenvolvimento, tônus e força muscular
  • Voz
  • Libido
  • Memória
  • Humor
  • Metabolismo do açúcar e gordura
  • Ereção
  • Espermatozóides e, portanto, reprodução
  • Ossos
  • Crescimento dos tecidos em geral

Para a formação do hormônio, o corpo precisa de matéria prima, como gorduras. Isso mesmo, gordura! O colesterol é o início dessa formação hormonal, com minerais, vitaminas e aminoácidos (proteínas). Existem muito mitos, verdades e meias verdades sobre esse assunto e por isso vamos tentar mostrar com trabalhos científicos já publicados que é possível sim aumentar testosterona com alguns alimentos.

1. Gorduras

Nem toda gordura é ruim, portanto, devemos ingerir gordura boa, vinda de alimentos como o azeite de oliva, o peixe (que tem ômega 3) e o óleo de argan. Em um trabalho publicado em 2013, um grupo de homens jovens consumiu por 3 semanas certa quantidade de azeite, enquanto outro grupo similar consumiu óleo de argan. O resultado mostrou um aumento de 19,9% na testosterona dos homens que consumiram o óleo de argan e um aumento de 17,4% em homens que consumiram azeite. (1) Em outro trabalho feito com ômega (óleo de peixe) e CLA (ácido linoleico conjugado), também houve aumento na produção de testosterona. (2)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

2. Cafeína

O consumo de cafeína também mostrou um aumento na concentração da testosterona. Em um estudo, foram examinadas pessoas sem receber cafeína, depois, recebendo 200mg, 400mg ou 800mg de cafeína. Os participantes fizeram exercício físico de resistência durante uma hora, enquanto era medido na saliva o nível de testosterona a cada 15 minutos. O resultado foi um aumento entre 15% e 21% na concentração da testosterona. (3)

3. Romã

O suco de romã também mostrou em estudos seu poder de aumentar a testosterona. O trabalho dosou a testosterona na saliva durante duas semanas em homens e mulheres que receberem suco de romã puro. Houve aumento médio de 24% na concentração de testosterona, além de melhorar o humor e reduzir a ansiedade e a pressão arterial. Já outro grupo que recebeu placebo não teve aumento da testosterona. (4)

4. Alho

O alho pode aumentar a produção de testosterona nos testículos. Um estudo feito com camundongos mostrou que, depois de 45 dias ingerindo alho em pó, houve aumentou muito a concentração da testosterona nos testículos dos animais. (5)

5. Boro

O boro é um mineral que está presente nas verduras, frutas, castanhas e legumes. Os benefícios para saúde são vários, mas este trabalho mostra um efeito benéfico nos hormônios esteróides, como a testosterona. (6)

6. Proteína e whey protein

Um estudo com homens entre 57 e 72 anos de idade, que receberam 15 gramas proteína por um período, mostrou que houve aumento na produção de testosterona sanguínea, na análise antes e após exercício de resistência, comparando com placebo. (7)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

7. Pimenta

Esse estudo comparou pessoas que comiam mais pimenta com as que não gostavam de pimenta. Entre 114 homens, com idades entre 18 e 44 anos, foi observado que aqueles que tinham hábitos de ingerir alimentos mais apimentados tinham maior nível de testosterona salivar. (8)

8. Vitamina D

Obtida nos alimentos e na exposição ao sol, a vitamina D foi analisada em um estudo publicado em março de 2017. A pesquisa demonstrou que a vitamina D aumenta a produção de testosterona, além de melhorar a síndrome metabólica e a função erétil. (9)

9. Minerais

Minerais e metais podem ter relações positivas e negativas em relação à testosterona. Estudo mostrou que alguns minerais são benéficos, como magnésio, ferro, zinco, molibdênio. Já outros são bastante negativos, de acordo com os resultados, como manganês, cromo e cádmio. (10)

Referências

1. Derouiche A, Jafri A, Driouch I, El Khasmi M, Adlouni A, Benajiba N, Bamou Y, Saile R, Benouhoud M. Effect of argan and olive oil consumption on the hormonal profile of androgens among healthy adult Moroccan men. Nat Prod Commun. 2013 Jan;8(1):51-3.

2. Macaluso F, Barone R, Catanese P, Carini F, Rizzuto L, Farina F, Di Felice V. Do fat supplements increase physical performance? Nutrients. 2013 Feb7;5(2):509-24.
3. Beaven CM, Hopkins WG, Hansen KT, Wood MR, Cronin JB, Lowe TE. Dose effect of caffeine on testosterone and cortisol responses to resistance exercise. Int J Sport Nutr Exerc Metab. 2008 Apr;18(2):131-41.
4. Endocrine Abstracts (2012) 28 P313
5. Oi Y, Imafuku M, Shishido C, Kominato Y, Nishimura S, Iwai K. Garlic supplementation increases testicular testosterone and decreases plasma corticosterone in rats fed a high protein diet. J Nutr. 2001 Aug;131(8):2150-6.
6. Naghii MR, Samman S. The role of boron in nutrition and metabolism. Prog Food Nutr Sci. 1993 Oct-Dec;17(4):331-49.
7. Hulmi JJ, Ahtiainen JP, Selänne H, Volek JS, Häkkinen K, Kovanen V, Mero AA. Androgen receptors and testosterone in men--effects of protein ingestion, resistance exercise and fiber type. J Steroid Biochem Mol Biol. 2008 May;110(1-2):130-7.
8. Bègue L, Bricout V, Boudesseul J, Shankland R, Duke AA. Some like it hot: testosterone predicts laboratory eating behavior of spicy food. Physiol Behav. 2015 Feb;139:375-7.
9. Canguven O, Talib RA, El Ansari W, Yassin DJ, Al Naimi A. Vitamin D treatment improves levels of sexual hormones, metabolic parameters and erectile function in middle-aged vitamin D deficient men. Aging Male. 2017 Mar;20(1):9-16.
10. Rotter I, Kosik-Bogacka DI, Dolegowska B, Safranow K, Kuczynska M, Laszczynska M. Analysis of the relationship between the blood concentration of several metals, macro- and micronutrients and endocrine disorders associated with male aging. Environ Geochem Health. 2016 Jun;38(3):749-61.