Culinária Tailandesa desperta os sentidos com combinações leves

Macarrão de arroz e sopa de camarão com ervas são alguns dos pratos típicos da região

POR NATALIA DO VALE - PUBLICADO EM 04/12/2009

Que tal um macarrão à base de arroz com toque de amendoim e castanhas do Pará? Ou quem sabe uma sopa de camarão com cogumelos e uma pitada de açúcar para quebrar o sal do caldo? Basta degustar um pouco de algum dos pratos típicos da culinária tailandesa para constatar seu sabor exótico, contrastando sabores picantes, doces, salgados e ácidos.

A estranheza causada pelos nomes e ingredientes fica apenas na primeira impressão. Composta basicamente por arroz, massas em fio (do tipo talharim), legumes e muitas especiarias como o capim-limão, a galanga (raíz da família do gengibre), pimenta e salsa, esta comida chama a atenção por seu sabor apimentado e refrescante que faz bem ao paladar e à saúde.

Os grandes diferenciais da culinária tailandesa são a simplicidade, o aroma, os pratos quentes e o tempo de preparo. "São pratos fáceis e rápidos de preparar, com muitos temperos e legumes", explica David Zisman, chef do restaurante tailandês Nam Thai, no Rio de Janeiro, e do asiático Ban Kao, recém-inaugurado em São Paulo. "Como tudo é feito na hora e os legumes e vegetais são apenas pré-cozidos para não perderem suas propriedades nutricionais, o tempo de preparo é curto. Bastam alguns minutos e até os pratos mais sofisticados estão prontos", diz.

PUBLICIDADE
Culinária Tailandesa
Culinária Tailandesa

Os pratos também não levam sal, que é substituído por nampla, um caldo salgado obtido através da destilação e fermentação da água usada no cozimento de peixes.

Para o chef, o sentido do uso de tantos temperos e condimentos está na simplicidade da base da culinária que, segundo ele, pode (e deve) ser incrementada, de acordo com a preferência da pessoa. "Na Tailândia, a população é muito pobre e por isso usa mais legumes do que carnes, mas no Brasil fizemos adequações, como incluir o camarão, peixes e carnes", continua o chef.

Boa para o paladar e para a saúde

A culinária tailandesa é composta por muitas ervas e temperos que lhes garantem um aroma revigorante. O mix de ingredientes como alho, limão, cebola, capim-limão e pimenta funciona como um verdadeiro expectorante para os pulmões. A atriz Flavia Guedes, de 28 anos, é a prova de que os efeitos da culinária vão além do paladar. Com problemas respiratórios há cinco anos, ela conta que teve uma surpresa ao provar um dos pratos típicos da região.

"Estive em um restaurante tailandês para conhecer a culinária. Neste dia, eu estava um pouco debilitada por causa de uma crise de bronco-espasmo na noite anterior e, para a minha surpresa, quando provei a sopa de camarão e senti o aroma descongestionante daquela infusão de temperos , minha respiração melhorou em instantes", conta ela.

Culinária quase zero

Além de ser composta por ingredientes leves - arroz, água, ervas e vegetais-, a culinária tailandesa segue algumas regrinhas de preparo que ajudam muito na hora de manter a dieta:

- O sal utilizado é o extraído do cozimento, a vapor, de peixes e vegetais. Embora o caldo seja um pouquinho mais apurado, o teor do sal não prejudica a saúde, já que não vai sal em nenhum outro componente.

- Leva pouco óleo. O óleo é usado apenas em pequenas quantidades para untar frigideiras e, em geral, a gordura da receita é a que está contida em alguns dos ingredientes, como o amendoim e a castanha. Tudo muito bem dosado para não deixar o prato calórico.

- Zero de açúcar. A maioria das sobremesas da culinária é à base de frutas e leva pouco açúcar. O condimento é usado também para quebrar um pouco do sal ou dar um gosto agridoce a alguns pratos, mas nada muito adocicado.

Basta provar um pouquinho para subir a temperatura

Afrodisíaco
Afrodisíaco

Outra característica famosa da culinária tailandesa é seu poder afrodisíaco, atribuído ao aroma e sabor picante obtido da pimenta e das ervas, além de ingredientes como o cogumelo.

Tal efeito se dá pelo fato das receitas despertarem os quatro sentidos do corpo ao mesmo tempo, alterando o metabolismo que fica mais "acelerado". ?Em um só prato você consegue aguçar doce, salgado, azedo e amargo sem perder o melhor de cada uma destas sensações?, explica o chef do restaurante tailandês Nam Thai.

"Se você tem todas as partes de seu corpo estimuladas pelos sabores picantes, há uma alteração fisiológica de algumas funções do metabolismo, causando uma sensação de prazer parecida com a que sentimos durante o ato sexual e talvez as pessoas relacionem tal sensação ao afrodisíaco, mas não há nada científico que comprove isso", explica Edna Bertini, especialista em medicina comportamental da Unifesp.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Principais temperos e aromas

  • Capim limão (o talo)
  • Pimenta dedo de moça
  • Folha de limão seca
  • Galanga: raiz pertencente à família do gengibre
  • Curry artesanal: coentro moído, alho, cebolinha, pimenta e casca de limão Salsinha

Tailândia com cara de Brasil

A comida tailandesa sofreu algumas adaptações, tanto nos ingredientes quanto no modo de servir e de preparo, para se adequar ao paladar brasileiro:

- O tamanho da porção Uma das principais peculiaridades da culinária tailandesa é o tamanho das porções, que são pequenas e leves. Lá, elas são consumidas aproximadamente 10 vezes por dia. Porém, no Brasil, onde a população faz três refeições principais, em média, a quantidade calórica e nutritiva seria insuficiente, daí a adaptação do tamanho das porções. "A dieta é diferente, o clima e os hábitos são outros. Em geral são pratos leves e nutritivos, mas é preciso prestar atenção nas necessidades nutricionais de cada um", explica a especialista do MinhaVida Roberta Stella.

Precisamos de um nutricionista validando isso e falando das calorias "Adaptamos as porções de forma que elas satisfaçam o cliente sem que ele exagere na dose ou sinta fome", conta David.

-Carnes na mesa

O chef David Zisman sugere a troca do peixe e frutos do mar por outros tipos de carne. "As ervas e temperos caem bem com qualquer carne. Nada impede de trocar o camarão por frango, por exemplo. A sopa fica deliciosa do mesmo jeito", explica o chef.

- Saladas quase tropicais

Não há salada na culinária tailandesa. Em geral, elas são adaptações feitas por cada região, já que não é um prato típico. Aqui no Brasil ela é incrementada com frutas, como manga, abacaxi, coco, tamarindo e carnes. "Não tem nada de semelhante com a nossa salada. Lá é só verdura mesmo, então resolvemos dar uma cara mais brasileira ao prato e acrescentamos as frutas e a proteína", explica David.

Sopa ácida e picante de camarão (Dtom Yam Kung)

Sopa de camarão
Sopa de camarão

Ingredientes
-250 gramas de camarões médios descascados e abertos em borboleta
-02 talos de capim-limão* cortados na diagonal
-10 folhas de limão kafir*
-04 pedaços de galanga*fresca ou seca
-1/2 colher de chá de pasta de malagueta preta.*
-1/2 colher de chá de açúcar de palmeira*
-02 ou mais colheres de sopa de molho de peixe nampla*
-01 pimenta dedo de moça sem sementes cortada na diagonal
-500 ml de caldo de vegetais ou camarão
-Suco de meio limão
-1/2 tomate maduro cortado em gomos e,depois, em pedaços
-04 champignons frescos cortados ao meio
-Coentro desfolhado para decorar

*produtos encontrados em mercearias orientais

Modo de preparo
Fervilhar o caldo de vegetais com o capim-limão, a galanga, o nampla, os cogumelos e açúcar até soltar o aroma. Colocar as folhas de limão e deixar hidratar bem, Colocar a pimenta, os tomates e os camarões até ficarem róseos e firmes. Testar o sal (nampla) e temperar com suco de limão.

Colocar ½ colher de chá de pasta de malagueta preta em cada tigela. Servir a sopa e decorar com folhas de coentro.

Rendimento: 2 porções
Quantidade de pontos (por porção): 2

Análise calórica e nutricional (por porção)

Calorias: 129 Kcal
Carboidratos: 4,9 g
Proteínas: 13,8 g
Gorduras: 1 g

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)