Comer brócolis pode combater o câncer de mama

Vegetais como couve-flor e couve de Bruxelas apresentam o mesmo efeito

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 04/04/2012

Mais um bom motivo para incluir brócolis na dieta: pesquisadores da Universidade de Vanderbilt (EUA) descobriram que o consumo de vegetais crucíferos, como brócolis e couve-flor, pode ajudar no combate ao câncer de mama. O estudo envolveu cerca de 5.000 mulheres chinesas com idades entre 20 e 75 anos que foram diagnosticados com qualquer estágio de câncer de mama entre 2002 e 2006.

PUBLICIDADE

Essas mulheres preencheram questionários detalhados sobre seus hábitos alimentares no início do estudo, outro após 18 meses e um terceiro 36 meses mais tarde. As mulheres foram divididas em três grupos, conforme a quantidade de vegetais crucíferos consumida por dia - 150 gramas, 100 gramas e 54 gramas de vegetais por dia.

Cerca de cinco anos após o diagnóstico, as mulheres que comeram 150 gramas de vegetais crucíferos por dia eram 42% menos propensas a morrer por câncer de mama e 58% menos propensas a morrer por qualquer outra causa, em comparação com as mulheres que ingeriram as menores quantidades de brócolis e couve-flor. Além disso, o maior consumo de brócolis também pode diminuir em 19% as chances de o câncer de mama voltar.

Segundo os pesquisadores, esses vegetais contêm grandes quantidades de compostos chamados glucosinolatos, que apresentam propriedades anticâncer. Eles recomendam o consumo de pelo menos uma xícara aproximadamente por dia ? o equivalente a 150 gramas.

Aproveite sete benefícios dos brócolis

Tem gente que torce o nariz só de olhar para eles, mas a quantidade de nutrientes que os brócolis fornecem é um bom incentivo para mudar de ideia e incluir o vegetal na dieta. "Ele é ótima fonte de ácido fólico, antioxidantes, fibras, cálcio e vitaminas A e C", afirma a nutricionista clínica e esportiva Myrla Merlo, da clínica Da Matta Fisio, em Belo Horizonte. Diversos estudos científicos apontam os benefícios dos brócolis à saúde: proteger o coração, melhorar o funcionamento do intestino e até reforça a imunidade estão na lista. Confira a seguir.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Mais imunidade

"Em 100 gramas de brócolis cozidos, há aproximadamente 50 mcg de ácido fólico ou vitamina B9", afirma a nutricionista Ingrid Bigotto, da Oligoflora SPA. Segundo ela, há estudos apontando a ação dessa vitamina na regulação das concentrações de homocisteína - quando esse aminoácido está presente no sangue, em grandes concentrações, aumenta o risco de doenças cardíacas.

"O ácido fólico também é importante para garantir uma gravidez saudável, melhorar a imunidade do organismo, beneficiar o sistema nervoso e permitir o bom desenvolvimento das células sanguíneas, ou seja, evitar a anemia", afirma a nutricionista Myrla.

Menos complicações do diabetes

Especialistas da Universidade de Warwick, no Reino Unido, apontam mais um benefício do sulforafano: produção de enzimas que protegem os vasos e de moléculas capazes de reduzir danos causados às células pelo excesso de açúcar. A descoberta interessa, especialmente, os pacientes com diabetes, vítimas de danos aos vasos sanguíneos.

Pulmão protegido

Mais um ponto para o sulforafano: eliminar bactérias que afetam os pulmões. Um estudo publicado na revista americana Science Translational, feito no Universidade Johns Hopkins (EUA), constatou que os brócolis são capazes de melhorar a condição de pessoas com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) ao ajudar os pulmões na eliminação de substâncias nociva.

Fora gastrite!

De acordo com um estudo publicado na revista Cancer Prevention Research, o sulforafano dos brócolis reduz o nível de infecção pela bactéria Helicobacter pylori. Esse microorganismo infecta a mucosa do estômago e pode provocar úlcera, gastrite e até mesmo câncer de estômago.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Cérebro saudável

Especialistas do US National Institute on Aging observaram que adultos habituados a consumir, pelo menos, 400 microgramas de ácido fólico por dia tinham um risco 55% menor de desenvolver Alzheimer. Cientistas da Dundee University (Reino Unido) também acreditam que o sulforafano do brócolis pode ajudar o cérebro a se manter ativo e em ótimo funcionamento com o avanço da idade.

Prevenção e combate de artrite

Artrite é uma inflamação em uma ou mais articulações, causada pela quebra da cartilagem que as protegem. Especialistas da Universidade de East Angliaum, na Inglaterra, incentivam o consumo de brócolis para ajudar a prevenir e tratar esse problema, uma vez que o sulforafano pode diminuir essa destruição da cartilagem. Embora o sulforafano também seja encontrado em outros vegetais, como couve-flor e repolho, está em maior concentração nos brócolis. "A quantidade encontrada nesse vegetal varia de 214mcg/g a 499mcg/g", afirma a nutricionista Myrla.