Use as microondas para facilitar a sua vida na cozinha

Confira o roteiro especialmente montado para iniciantes no forno

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 06/09/2007

Não é de hoje que você ouve falar da praticidade dele. Mas mesmo com tamanha popularidade, você só se arrisca a usar o forno de microondas para aquecer os alimentos? A culinarista Evelin Duarte, responsável pelo site www.evelinduarte.com.br, espanta todas as suas dúvidas e receios sobre o aparelho, ensinando, a seguir, as regrinhas básicas para usufruir os benefícios da melhor forma possível. Tome nota e prepare suas receitas preferidas em tempo recorde. (Aprenda a guardar e conserve os alimentos por mais tempo)Alertas importantes
"Primeiro de tudo, conheça o aparelho que você está lidando. Ler o manual e treinar todas as funções oferecidas é fundamental", aconselha Evelin. Antes de colocar a mão na massa e o prato no microondas, certifique-se que está seguindo à risca todas as normas de segurança do seu aparelho.

"Algumas regras valem para todas as marcas, como ligar o microondas em uma tomada exclusiva, não podendo ser conectado a extensões, não ligar o aparelho vazio e usá-lo apenas para fins culinários", cita ela.


Na hora do uso, recorra a utensílios próprios para o forno de microondas. Entre eles, estão refratários de vidro e recipientes de plástico. "Use sempre recipientes de formatos e tamanhos compatíveis ao alimento que você quer preparar", dá a dica a especialista. Para higienizar o aparelho, Evelin garante que uma esponja macia e um pouco de detergente neutro são o bastante.


Primeiros passos
Partindo para a prática, o próximo ensinamento da culinarista aos principiantes é que as microondas não assam, apenas cozinham. "Todos os alimentos podem ser preparados no micro, porém não dá para fazer pão, esfiha e outros salgados assados". (Aprenda a combinar os alimentos e vença a balança com saúde)



Evelin ressalta que o raciocínio de cozimento é o mesmo do fogão tradicional. Ou seja, você terá que cobrir certos pratos, mexer, virar e misturar da mesma forma que faz no fogão. A única diferença é que, no microondas, o cozimento é muito mais rápido, representando cerca de 25% do tempo de um fogão tradicional.

Ainda explicando os efeitos das microondas, a especialista no assunto diz que a textura e a quantidade dos alimentos determinam o tempo de cozimento e a potência com que o aparelho vai trabalhar. Quanto maior a quantidade de alimento, maior o tempo de cozimento. Já a potência varia de acordo com o tipo de alimento, mas a maioria é preparada em potência alta. "No caso das carnes, o ideal é cozinhá-las em potência média ou baixa para não enrijecê-las", exemplifica a culinarista. (Coma carne vermelha sem culpa )


Fuja dos erros
Para que um prato com diversos ingredientes não fique cozido demais em certas partes, e de menos em outras, a culinarista reforça que é fundamental usar as mesmas técnicas do fogão tradicional. Por isso, não se esqueça de mexer, virar e tampar os participantes do seu prato. (Enlatados exigem cuidados especiais)


Além disso, atente para mais uma regrinha: "pedaços menores de alimentos aquecem mais rápido que pedaços grandes. Portanto, para conseguir uma mistura homogênea, corte os alimentos em pedaços iguais". Evelin esclarece ainda que, se houver muita discrepância entre as texturas dos alimentos, é aconselhável que os mais macios sejam acrescentados na metade do cozimento do prato.


Segundo ela, os melhores recipientes para o cozimento são os refratários redondos, pois eles não ressecam as bordas dos alimentos. (Monte um prato ecologicamente correto). Na dúvida sobre usar ou não a tampa, Evelin dá um conselho. "Sempre cubra os alimentos que precisam de proteção no preparo com o fogão tradicional. A lógica serve também para as receitas em que você dispensa a tampa ao levar o prato ao fogão" .


Já para aquecer, recorra aos refratários e, em todas as ocasiões, use sempre tampas plásticas, próprias para o aparelho. "Normalmente, as pessoas não cobrem o prato ao levar a comida para aquecer no microondas. Mas o uso de tampas especificas para esta função é indispensável", afirma a culinarista. Evelin explica que quando o prato é devidamente coberto, o calor produzido pelas microondas é igualmente distribuído entre os alimentos. Caso isso não seja feito, o prato esfria mais rapidamente, depois de retirado do aparelho.



texto6Ds



PUBLICIDADE