Avanços da cirurgia plástica

Um passeio pela história da reconstrução corporal

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 29/04/2009

Diferente da antiguidade, por volta do século VIII AC, quando as pessoas utilizam a cirurgia plástica para reconstruir narizes amputados como castigo de certos crimes, hoje em dia com o avanço da cirurgia plástica, homens e mulheres usam essa facilidade para aperfeiçoar cada vez mais sua estética.

No século IV, o médico bizantino Oribasius deu início a técnicas importantes como a utilização de retalhos, evitando a desfiguração das características faciais, à criação de fios de sutura sem tensão.

Mais tarde, em 1800, a cirurgia plástica deu um grande passo e começou a aumentar sua popularidade com a aparição da anestesia cirúrgica, tornando os procedimentos menos dolorosos e complicados.

Após a Primeira Guerra Mundial, época na qual a cirurgia plástica foi extremamente usada para reconstruir rostos e corpos dos soldados feridos em campo de batalha, formou-se a primeira Associação Norte-Americana de Cirurgiões Plásticos, a AAPS, em 1921. Com isso, a cirurgia plástica passou a ter fins de aperfeiçoamento estéticos e o profissional passou a ser reconhecido por sua especialidade no ramo.

Hoje, com a evolução de seus procedimentos e técnicas, a cirurgia plástica passou a ser uma área completamente integrada a sociedade, expandindo suas especialidades ao redor do mundo. Diversos tipos de cirurgia plástica como lipoaspiração, inclusão de silicone nos seios, glúteos e panturrilhas, correção em orelhas de abano e narizes, entre outros, permitem que o paciente realize o sonho de ter sua aparência mais parecida possível com a sua vontade.

Dr. Wagner Montenegro é especialista em Cirurgia Geral e Cirurgia Plástica pelo Conselho Federal de Medicina.

PUBLICIDADE