Anvisa proíbe venda de lote de paçoca por conter substâncias cancerígenas

Produto excedeu o limite permitido de aflatoxinas. A interdição é válida para todo território nacional

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 21/03/2017

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu, nesta segunda-feira, 20, um lote de paçoca rolha da marca Dicel, produzida em Goiânia (GO). De acordo com o órgão, os produtos excediam o limite permitido de aflatoxinas, substâncias tóxicas produzidas por fungos que podem causar câncer.

PUBLICIDADE

A interdição cautelar vale para todo o território nacional e se aplica ao lote 0027 do Doce de Amendoim Paçoca Rolha, marca Dicel, fabricado em 18 de novembro de 2016, e com validade até 18 de novembro deste ano. O alimento impróprio para consumo era distribuído pela Indústria e Logística Westhonklauss Constante Ltda.

Segundo o laudo do Laboratório de Análise Micotoxicológicas, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, o produto apresentava teores de aflatoxinas acima do limite máximo tolerado para amendoim com casca, descascado, cru ou tostado, pasta de amendoim ou manteiga de amendoim.

As aflatoxinas são substâncias tóxicas e carcinogênicas, e, por isso, produtos fora da especificação não podem ser consumidos pela população.