Anvisa proíbe venda de temperos com alto teor de substância tóxica

As pápricas das marcas Kitano e Mestre Cuca apresentaram excesso de micotoxina, substância formada por fungos prejudiciais à saúde

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 12/05/2017

Nesta segunda-feira (08), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária determinou a proibição da distribuição e comercialização de dois lotes de temperos das marcas Kitano e Mestre Cuca por apresentarem alto teor de micotoxina ocratoxina, uma substância formada por fungos prejudiciais à saúde, o Aspergillus e Penicillium.

PUBLICIDADE

De acordo a análise, a páprica doce de 15g da Mestre Cuca (160815, validade 25/08/17) e a páprica de 50g da Kitano (H2L-H6EJ, validade 14/05/17) tiveram resultados insatisfatórios.

As empresas FFAMM Comercial de Alimentos Ltda e General Mills Brasil Alimentos Ltda, responsáveis pelos produtos, deverão recolher o estoque dos lotes indicados que estiverem no mercado. A resolução vale para todo o território nacional.