Quer fazer refeições mais saudáveis? A sobremesa pode ajudar: entenda

Estudo quebra tabu de que sobremesa foge da dieta: saboreá-la (com moderação) antes da refeição pode auxiliar em uma vida mais saudável

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 27/02/2019

Sim, você leu certo: a sobremesa é sua amiga e pode te ajudar encontrar o equilíbrio em suas refeições. Apesar dos doces serem os primeiros itens cortados pela maioria das pessoas que desejam uma alimentação mais saudável, eles podem ser um braço direito em alguns casos, de acordo com pesquisadores da Universidade do Arizona (EUA).

PUBLICIDADE

O estudo, divulgado no Journal of Experimental Psychocology: Applied, apontou que, em geral, as pessoas escolhem refeições mais saudáveis e consomem menos calorias quando elas pegam uma sobremesa antes de comer seu prato principal. E, não, elas nem precisavam comer a sobremesa antes do prato principal para que a ação já desencadeasse uma mudança: o simples ato de saber que tinham escolhido um doce já se mostrou suficiente para surtir em boas escolhas alimentares.

De acordo com Martin Reimann, um dos autores da pesquisa em entrevista à revista Time, se você comer algo saudável primeiro, isso dá uma espécie de "licença" para você se permitir extrapolar nas escolhas alimentares depois. Já se você fizer o contrário e comer (ou apenas pegar) uma sobremesa antes do prato principal, essa licença citada por Martin terá "expirado" e, então, você se sentirá mais inclinado a escolher algo saudável.

Resultados do estudo: sobremesas x tempo

A análise foi feita com 134 funcionários e estudantes de uma universidade, onde todos almoçavam na cafeteria do local. Durante quatro dias, duas opções de sobremesas foram oferecidas aos participantes da pesquisa - mas em dois momentos diferentes:

  • Opção saudável (fruta) antes do almoço
  • Opção saudável (fruta) depois do almoço
  • Opção calórica (cheesecake) antes do almoço
  • Opção calórica (cheesecake) depois do almoço
NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Cerca de 70% daqueles que escolheram/comeram o cheesecake de limão antes do almoço optaram por pratos mais saudáveis (tiras de frango com uma salada em vez de peixe frito com batatas fritas). Por outro lado, apenas 1/3 das pessoas que pegaram a fruta antes da refeição optaram pelo prato mais saudável.

Devido a isso, quem escolheu o doce antes do almoço ingeriu 250 calorias a menos do que aqueles que optaram pela fruta. Já quem optou pelo doce depois da refeição ingeriu 150 calorias a mais do que aqueles que escolherem o cheesecake antes do prato.

Pesquisa replicada on-line

Os pesquisadores decidiram fazer o experimento também na web. Para isso, 160 adultos tiveram de escolher a ordem de um jantar via formulário on-line. Os resultados indicaram o mesmo que o estudo aplicado presencialmente na lanchonete: quem quis comer o doce antes das refeições acabou selecionando uma refeição mais saudável depois.

70% daqueles que escolheram doce antes do almoço optaram por pratos principais mais saudáveis - Foto: Shutterstock
70% daqueles que escolheram doce antes do almoço optaram por pratos principais mais saudáveis

Aqueles que hipoteticamente preferiam degustar um bolo de chocolate antes do almoço optaram por um prato principal mais equilibrado (56%), contra 44% que escolheriam uma refeição menos calórica após comerem uma fruta.

Mas atenção: nada de exagero!

Apesar das conclusões, os pesquisadores alertam para o cuidado com sobremesas em excesso. "Deveriam ser parte de toda refeição? Absolutamente não. Eu nem acredito que devam (os doces) ser parte do dia a dia. Se você quer se deliciar com um doce, avalie as calorias. Talvez coma alimentos mais leves antes", recomenda Felicia Stoler, nutricionista de New Jersey, em entrevista à Time.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Além disso, por serem calóricas e açucaradas, comer sobremesas antes de todas as refeições não é um hábito saudável. Ao contrário: pode aumentar o risco de doenças como obesidade e diabetes. A recomendação é que o consumo de doces seja feito de forma moderada. Somente assim é possível que haja menores índices de compulsões alimentares.