Frango ou carne vermelha: o que é pior para o colesterol?

Estudo comparou carne branca e carne vermelha em relação ao colesterol e às dietas com mais vegetais

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 29/07/2019

Larisa Blinov/Nadianb/Shutterstock: Pesquisa descobriu como os tipos de carne aumentam os níveis do LDL (colesterol ruim)
Larisa Blinov/Nadianb/Shutterstock

A carne vermelha, por seu alto teor de gordura saturada, é um dos grandes vilões quando se fala em colesterol e problemas do coração. Por isso, a dieta de muitos vem mudando seja para diminuir a sua quantidade ou mesmo excluindo o alimento da rotina.

PUBLICIDADE

Mas um novo estudo sobre carnes, do American Journal of Clinical Nutrition, descobriu que tanto a carne vermelha quanto a carne branca aumentaram os níveis de LDL ou "colesterol ruim" em comparação com uma dieta baseada em vegetais.

Carne ou frango?

Os pesquisadores do Instituto de Pesquisa do Hospital Infantil de Oakland (CHORI) analisaram cerca de 100 homens e mulheres saudáveis, com idades entre 21 e 65 anos durante um período de quatro anos.

Eles participaram de ciclos de quatro semanas de ingestão de uma dieta com alto teor de gordura saturada ou com baixo teor de gordura saturada, com testes diferentes de carne vermelha, carne branca e fontes de proteína de origem vegetal, como feijão e leguminosas.

Em média, o colesterol LDL - o "tipo ruim" - era cerca de 5% a 6% maior em cada uma das dietas de carne de forma bem semelhante em comparação com a dieta sem carne.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

O que se verificou é que os resultados confirmam as recomendações de dietas com mais verduras e legumes. Mas, com base nos efeitos lipídicos e lipoproteicos, não há evidências para a escolher entre os dois tipos de carne vermelha.

Além disso, a pesquisa não chegou a verificar se a carne vermelha ou a carne branca aumentaram os problemas cardíacos relacionados.

Como evitar problema no coração

Doença cardíaca: sintomas, tratamentos e causas

Melhore a saúde do coração com 3 medidas

Alimentação reduz risco de doenças cardíacas em até 80%

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)