Células-tronco são usadas no combate das rugas

Técnica promete acabar com flacidez das mãos, pescoço, rosto e colo

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 14/04/2009

Quando a idade começa a refletir no corpo, as rugas viram a maior preocupação. As pesquisas com células-tronco, esperança de muitas revoluções na saúde, agora também voltam-se à beleza e aparecem como fonte de novidades no combate de rugas no pescoço, no rosto, nas mãos e no colo. Graças a essas células, os responsáveis pela fabricação de elastina e colágeno, os fibroblastos, podem ser renovados e multiplicados de forma que ocorra a interrupção do envelhecimento celular.

O procedimento consiste na retirada de um pequeno fragmento de pele da região da nuca ou da região pubiana. Ele é enviado para um laboratório e, após 60 dias de cultivo, são geradas milhões de células novas produtoras de colágeno. "Elas são preparadas em 30mL de soro em gel e distribuídas em seringas de 10mL para aplicações a cada 30 dias nos locais em que houver rugas. A manutenção do procedimento é feita uma vez por ano", explica o dermatologista Jardis Volpe.

A aplicação é realizada da mesma forma que a do botox, com anestesia local e picadas nas áreas onde há maior necessidade. "Com o potencial de resultado surpreendente, a técnica indolor deve permanecer para sempre no mercado da estética e beleza", afirma o médico da Clinica Volpe.

PUBLICIDADE