Sexo frequente melhora a qualidade de espermatozoides

Ejaculação diária diminui as chances de infertilidade, diz estudo

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 06/07/2009

Uma nova pesquisa realizada pelo Centro de Tratamento de Infertilidade de Sydney, na Austrália, sugere que a freqüência da ejaculação masculina contribui para o aumento da qualidade dos espermatozóides.

A pesquisa analisou 118 homens que apresentavam problemas ligados a infertilidade. Os resultados apontaram que oito em cada dez participantes apresentaram, depois de sete dias de ejaculação diária, uma melhora de 12% nos danos do DNA do esperma.

Outra descoberta foi que o espermatozóide também se tornou mais ativo durante os sete dias. Os cientistas concluíram que para um casal manter a saúde dos espermas, o ideal é manter uma rotina sexual diária, porém, com alguns intervalos, já que após um período de 15 dias, em geral, o número de espermatozóides reduz.

Mas não é só a qualidade dos espermas que está em jogo quando o assunto é ter uma vida sexual ativa, conforme explica o ginecologista Neucenir Gallani, da clínica SYMCO. "O sexo é uma boa contribuição de saúde tanto para os homens quanto para mulheres. Podemos citar a melhora no humor, os benefícios para pele e até para o coração. Sexo também é sinal de saúde", ressalta o especialista.

PUBLICIDADE