Medicamento para epilepsia ajuda a controlar a obesidade

Substância provocou diminuição do apetite em mulheres, diz estudo

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 07/07/2009

Uma pesquisa realizada por cientistas da Universidade da Flórida (EUA) aponta que o topiramato, principal componente dos medicamentos usados no tratamento da epilepsia, além de ser anti-convulsivo, tem grande poder de ação na diminuição do apetite.

O estudo-piloto constatou que 9 entre 13 pacientes, todas mulheres, que utilizaram o topiramato, tiveram o apetite reduzido por longo período. As outras 4 participantes deixaram de comer de forma descontrolada. Logo, o topiramato poderia ajudar a combater a obesidade nas pessoas que sofrem com algum tipo de compulsão alimentar.

Embora os resultados sejam reveladores, os pesquisadores advertem que a efetividade do medicamento deve ser verificada em testes maiores, pois, o uso de anti-convulsivos deve ser controlado.

A substância já foi testada anteriormente no tratamento contra outras doenças como a depressão e a ansiedade. Seu uso não causa vício, mas produz efeitos colaterais como náuseas, fadiga, formigamento e distúrbios cognitivos.

PUBLICIDADE