Alto nível de testosterona causa doenças neurológicas

Estudo revela que hormônio leva células cerebrais a morte

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 03/08/2009

Pesquisadores da Universidade da Pensilvânia (EUA) descobriram que homens com altos níveis de testosterona estão mais suscetíveis a doenças degenerativas. O excesso do hormônio no organismo masculino causa a autodestruição das células, num processo semelhante ao verificado em doenças como o Mal de Alzheimer, que provoca perda de habilidades como raciocinar e memorizar. A célula exposta ao excesso de testosterona morre por um processo chamado apoptose, também chamado de célula suicida ou morte programada da célula.

A apoptose é um mecanismo importante para o cérebro, pois ajuda n renovação celular, porém, quando acontece com muita frequência, gera a perda de muitas células e o sistema nervoso entra em desordem. Pesquisadores explicam que as células demoram um certo tempo para se regenerar e entrar em sintonia novamente com as demais. E, quando há uma baixa significativa de células nervosas, o sistema nervoso reage negativamente e o paciente manifesta sintomas muito parecidos com os que caracterizam doenças degenerativas.

PUBLICIDADE