Mandioca: 11 benefícios, como consumir e receitas

Alimento pode amenizar os danos de raios ultravioletas na pele

Mandioca, macaxeira, aipim. Como esse alimento é chamado na sua região? Independente do nome, esse tubérculo é amado pelos quatro cantos do Brasil. De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o país é o segundo maior produtor de mandioca do mundo. Conheça mais sobre a mandioca.

PUBLICIDADE

O que é mandioca?

A mandioca é uma raiz tuberosa originária da América do Sul, conhecida de maneiras diferentes em várias regiões do Brasil. É um alimento rico em potássio e fibras, além de ser uma ótima fonte de vitamina C, folato, saponinos e resveratrol. Veja a composição nutricional da mandioca conforme a tabela abaixo:

Informação nutricional

ComponentesQuantidade (100 gr)
Gorduras Totais0,3 g
Gorduras Saturadas0,1 g
Gorduras Poliinsaturadas0 g
Gorduras Monoinsaturadas0,1 g
Colesterol0 mg
Sódio 14 mg
Potássio271 mg
Carboidratos38 g
Fibra Alimentar1,8 g
Proteínas1,4 g
Vitamina A 13 IU
Vitamina C 20,6 mg
Cálcio16 mg
Ferro0,3 mg
Vitamina B60,1 mg
Magnésio 21 mg
Calorias159


Benefícios da mandioca

A mandioca é um alimento altamente energético. A nutróloga Paula Schlobach afirma que a melhor forma é consumi-la é em refeições que tenham o alto teor energético como propósito, por exemplo no café da manhã, almoço ou nos lanches pré ou pós treino. Confira abaixo alguns benefícios encontrados no consumo da mandioca:

Bom funcionamento do intestino

"A mandioca ajuda a manter o tônus muscular da parede do trato digestivo. Ela ajuda também no movimento peristáltico, que é quando o intestino começa a se movimentar, e isso ajuda na absorção de nutrientes. As pessoas que geralmente têm o intestino preso é por não estarem trabalhando corretamente o movimento peristáltico, e isso retarda a digestão. E a mandioca por ter potássio, auxilia na contração muscular", explica o nutricionista Carlos Cristovão.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Funções anticancerígenas

De acordo com Carlos, a mandioca tem vitamina C, um antioxidante que ajuda a combater algumas patologias e a aumentar o sistema imunológico, agindo no combate ao câncer. A Vitamina C auxilia, inclusive, no tratamento de câncer de ovário e de câncer no pulmão, em paralelo às terapias tradicionais.

Fortalece o cabelo

?Por ser um alimento rico em nutrientes, ele auxilia sim no fortalecimento dos cabelos. E não só isso, porque ele aumenta a imunidade e seu organismo acaba ficando mais forte. Existem até tribos no sudeste dos Estados Unidos que usam a folha da mandioca pra fazer shampoo, sabão e alguns itens de higiene pessoal. Então é um alimento sim super benéfico para a saúde do cabelo?, explica Carlos.

Benéfica para a saúde dos olhos

"É um alimento que contém vitamina B1, que neutraliza doenças como glaucoma e catarata. Não é que ela previne, mas ajuda de fato a neutralizar. Ela não deixa essas doenças evoluírem", afirma Carlos.

Alivia os sintomas da artrite

"A mandioca contém um componente chamado saponina, que melhora o estado das articulações que estão afetadas pela artrite, por que limita ou freia sua deterioração. A mandioca também evita os efeitos secundários que a medicação tem sobre o sistema digestivo. Para reduzir as dores, rigidez e inchaços causados pela artrite é recomendado consumir a mandioca todos os dias", afirma Letícia de Paula.

Previne a anemia

A nutricionista Thayana Albuquerque explica que a mandioca possui ferro e folato, nutrientes muito importantes na prevenção de anemias. "Ela deve ser consumida na alimentação em conjunto de proteínas e vegetais verde escuro, para potencializar o tratamento natural da anemia", ela completa.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Ação anti-inflamatória e antioxidante

A nutróloga Paula Schlobach explica: "A mandioca contém saponinos e polifenóis, o que garantem a ação anti-inflamatória. Além disso, conta com a presença de um composto chamado resveratrol e também da vitamina C, que potencializam as ações antioxidantes do alimento".

Ameniza os danos de raios ultravioletas na pele

"Estudos indicam que o resveratrol é capaz de retardar ou reverter os efeitos deletérios decorrente da radiação ultravioleta, sugerindo sua ação como filtro solar contra a radiação UV. Existem diversos mecanismos pelos quais o resveratrol exerce sua ação quimioprotetora que incluem principalmente atividade antioxidante, depuração de radicais livres, atividade anti-inflamatória, inibição da proliferação de células, inibição da metástases", explica Paula.

Reduz o colesterol

Thayana explica que, devido a quantidade de fibras que a mandioca possui, ela atua de forma benéfica diretamente no intestino, ajudando a diminuir a glicemia e o colesterol no sangue. Porém, para desfrutar deste benefício, recomenda-se o consumo da mandioca cozida ou assada pois o consumo exacerbado da farinha de mandioca pode aumentar os triglicerídeos.

Combate ao estresse oxidativo

"A mandioca pode auxiliar no estresse oxidativo no interior das células já que possui substâncias anti-inflamatórias e antioxidantes", explica Thayana. Isso pode prevenir o envelhecimento precoce das células.

Bom para praticantes de atividades físicas

"Por ser um carboidrato de baixo índice glicêmico, fonte de vitaminas e minerais, a ingestão da mandioca é muito benéfica para praticantes de atividade física. Indicado como fonte de energia antes do treino e para recuperação sua ingestão também é indicado no pós-treino" explica Letícia de Paula.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Receitas

Bolinho light de carne e mandioca: ótima receita para seguir na dieta

Consumo na gestação

O consumo feito com moderação é indicado para gestantes, segundo Thayana. "É benéfico ao intestino já que na gravidez o órgão fica mais lento. A mandioca também possui folatos que auxiliam na formação do tubo neural no feto. E, por fim, fornece uma boa quantidade de energia para a mãe e para o bebê sem causar picos de glicemia, prevenindo o diabetes gestacional", explica.

Mandioca na alimentação infantil

Leticia recomenda que a mandioca seja introduzida na alimentação infantil junto com primeiras papinhas, que geralmente são oferecidas à criança a partir do 6º mês. "Recomendo variar com batata, mandioquinha e inhame. Por ser rica em fibras, carboidratos, vitaminas e minerais, a mandioca só faz bem à saúde das crianças", complementa.

Contraindicações e cuidados

Não existe nenhum tipo de contraindicação para o consumo desse alimento, mas um cuidado importante precisa ser tomado. "A mandioca não pode ser consumida crua", alerta a nutricionista. Algumas espécies de mandioca possuem uma substância chamado ácido cianídrico, que pode causar intoxicação por ingestão. "Nas espécies de mandioca mais populares do Brasil, chamadas de mandioca de mesa, a concentração de ácido cianídrico é insignificante. Na espécie conhecida como mandioca brava há uma quantidade maior desta toxina e, se ela não for bem cozida ou consumida crua, pode provocar uma intoxicação", complementa.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Referências

  • Carlos Cristovão: Nutricionista e Educador Físico
  • Thayana Albuquerque Kirchhoff: Nutricionista com 10 anos de experiência, Naturopata, Mestre em Neurociências e Biologia Celular, Pós Graduada também em Geriatria e Gerontologia, Nutrição e Suplementação Esportiva.
  • Paula Schlobach: Nutróloga e e Endocrinologista especialista em Endocrinologia do Esporte, Obesidade, Diabetologia, Patologias da Tiróide e Nutrologia Clínica.