Cuscuz de milho emagrece? Conheça os benefícios

O alimento, se consumido da forma certa, pode ser um excelente aliado para o ganho de massa magra

O cuscuz de milho é um prato originário do norte da África, que ganhou espaço em diversas cozinhas ao redor do mundo. A nutricionista Carla Santos afirma que o principal ingrediente desse prato, a farinha de milho, não contém glúten e, por isso, o cuscuz de milho torna-se uma ótima alternativa para quem sofre com a intolerância à essa substância.

PUBLICIDADE

Já a nutricionista Thayana Albuquerque afirma que ele é uma excelente fonte de energia. Isso porque contém carboidratos complexos, aqueles que liberam o açúcar moderadamente no nosso sangue, além de ser rico em vitaminas do complexo B.

"Uma xícara de cuscuz contém 5,2 mg de colina. A colina é uma das vitaminas do complexo B e é importante para a formação do neurotransmissor acetilcolina, que regulariza de maneira indireta a memória, a cognição e entra no controle da frequência cardíaca, da respiração e da atividade dos músculos", explica Thayana.



Valores nutricionais do cuscuz de milho (porção de 100 gr)

NutrientesQuantidade
Carboidratos25,3 g
Proteínas2,2 g
Fibras2,1 g
Ferro0,2 mg
Magnésio2,7 mg
Gorduras totais0,7 g
Calorias 113 kcal

Por ser um alimento rico em carboidratos complexos, fibras, proteínas, minerais e vitaminas, o cuscuz oferece muitos benefícios ao organismo. Confira:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Benefícios do Cuscuz

  • Melhora a saúde cardiovascular: "Além de sua alta concentração de proteínas e carboidratos complexos, o milho, que é o principal ingrediente do cuscuz, é fonte de lipídios insaturados, especialmente ácidos graxos poliinsaturados da série ômega-6, e de ácidos graxos monoinsaturados. O consumo desses lipídios está relacionado à redução do risco de doenças cardiovasculares, pois as fibras do produto apresentam habilidade para se ligar aos sais biliares, levando à sua excreção fecal, com consequente controle do colesterol", diz Carla.
  • Favorece o sistema imunológico: Segundo a nutricionista Carla Santos, o milho utilizado na preparação do cuscuz contribui ainda com o fornecimento de fibra alimentar, ferro, magnésio, zinco, selênio, vitaminas do complexo B e carotenóides . Assim, além do seu valor nutricional, possui um potencial funcional pela presença de antioxidantes e outros compostos bioativos na sua composição, o que garantem suporte ao sistema imunológico.
  • Aumento de massa magra: "Ele pode contribuir para o ganho de massa magra por ser um alimento rico em carboidratos, fornecendo energia para a realização do treino ou também auxiliando no período de recuperação. Mas isso só vai acontecer se o consumo do cuscuz for balanceado com uma boa ingestão de proteínas na refeição, como por exemplo o cuscuz com ovos, com carne ou frango", afirma o nutricionista Renato França.
  • Acelera o processo de cicatrização: "A farinha de milho utilizada na preparação do cuscuz possui compostos antioxidantes. E estes são capazes de melhorar o processo de cicatrização de feridas", explica a nutricionista Carla Santos.
  • Reduz a constipação intestinal: Nas palavras da nutricionista Carla, por ser um alimento rico em fibras, elas auxiliam na maciez das fezes e reduzem a constipação intestinal. Os efeitos da fibra alimentar do resíduo de milho podem ser potencializados se associados a uma alimentação saudável, com níveis adequados de lipídios e demais macro e micronutrientes.
  • Acelera o metabolismo: "O cuscuz de milho tem um bom teor de fibras, o que aumenta o gasto energético com a digestão e favorece o bom funcionamento intestinal", afirma o nutricionista Renato França.
  • Eficaz para regularizar a pressão arterial: "O cuscuz oferece tiamina, niacina, riboflavina, B6, ácido fólico e ácido pantotênico, além de magnésio que ajuda na regularização da pressão arterial, pois faz controle do fluxo sanguíneo pelo relaxamento do tônus da artéria", afirma Carla Santos.

Como preparar o Cuscuz

A nutricionista Carla Santos recomenda 3 porções de flocos de milho para 1 porção de água e uma panela própria para cuscuz, conhecida como cuscuzeira. Umedeça os flocos com água em temperatura ambiente e deixe hidratar por cinco minutos. Coloque água na cuscuzeira até a marca indicada na panela. Em seguida, coloque a mistura hidratada no separador da panela com uma pitada de sal e deixe cozinhar por 10 minutos.

Cuscuz emagrece?

De acordo com Renato França, quando o cuscuz é cozido no vapor da cuscuzeira, ele absorve água e aumenta de volume. Isso faz com que a densidade de energética (kcal/g) fique mais baixa, o que o torna uma opção interessante para quem busca emagrecer, mas tem dificuldade em comer porções muito pequenas. Para um melhor ajuste na sua alimentação, consulte um nutricionista que poderá adequar o consumo do cuscuz na sua rotina.