Nove maneiras de prevenir as estrias sem precisar de tratamento

Exercícios, massagens caseiras e dieta protegem a pele desse tipo de lesão

POR CAROLINA SERPEJANTE - ATUALIZADO EM 01/12/2016

Quem se interessa pelo assunto, normalmente, já mostra marcas vermelhas ou esbranquiçadas na pele. As estrias não avisam que estão chegando, nem dão sinal de que cansaram de surgir e, para a piorar a situação, são difíceis de tratar. "Existem tratamentos capazes de melhorar o aspecto das lesões, mas não as estrias em si", afirma o dermatologista Mario Chaves, da clínica Derma Gávea. "O ideal é investir em hábitos saudáveis, fortalecendo a pele e prevenindo o surgimento de novas cicatrizes."

Pode parecer estranho, mas as estrias são lesões - a pele se rompe quando há um estiramento muito intenso. O problema é muito comum na adolescência se o crescimento acontece rapidamente, e não de forma gradual, ou na gravidez, por causa do ganho de peso. Se você quer evitar o problema, em vez de se preocupar com ele mais tarde, veja as dicas dos especialistas.


SAIBA MAIS

Vitamina E

De acordo com Daniela Hueb, a vitamina E irá garantir a formação de colágeno, bem como manter a estrutura da elastina da pele. "Esse nutriente preserva a elasticidade da pele e previne danos na estrutura de colágeno e elastina, evitando as temidas marcas de estiramento", diz. Avelã, amêndoas, gérmen de trigo e óleos vegetais são boas fontes desse nutriente.