Oito cuidados para evitar crises de psoríase

Doença de pele exige medidas especiais na depilação, no banho e até para tomar sol

POR LAURA TAVARES - ATUALIZADO EM 08/03/2016

As lesões costumam aparecer após episódios emocionalmente traumáticos, mas, ainda assim, a verdadeira causa da psoríase é desconhecida. Até agora, os especialistas conseguiram descobrir que esta é uma doença de pele caracterizada por placas escamosas e avermelhadas, sem coceira - a principal diferença em relação ao eczema, problema de aparência semelhante. De acordo com a dermatologista Renata Ferreira Magalhães, médica assistente da disciplina de dermatologia da UNICAMP, estima-se que cerca de 3% da população mundial sofra do problema.

O diagnóstico costuma assustar, já que a psoríase não tem cura, mas ela não é contagiosa e pode ser controlada para que o paciente tenha uma vida completamente normal. Por isso, em 29 de outubro, Dia Mundial da Psoríase, o Minha Vida elaborou uma lista com hábitos que ajudam a evitar crises da doença.

Hidratação

Pessoas com psoríase devem usar hidratantes corporais várias vezes ao dia, principalmente nas áreas onde costumam aparecer as lesões. "Prefira aqueles que não tenham muito perfume e cor, pois são menos propensos a desencadear uma alergia", afirma a dermatologista Cláudia Maia, coordenadora da Campanha Nacional de Conscientização da Psoríase da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Outra recomendação é evitar produtos com ureia, que podem causar ardência nas regiões mais sensíveis ou em processo de cicatrização. Aproveite o pós-banho para fazer a hidratação principal.