Resolva sete danos provocados pela depilação das axilas

Hidratação e ingredientes naturais agem contra ressecamento, manchas e pelos encravados

POR ÉRICA FERREIRA - ATUALIZADO EM 04/10/2016

A pele das axilas é muito sensível, característica que se acentua ainda mais pela depilação frequente da região. Seja qual for o método, do laser à cera quente, a resposta à agressão se revela em manchas, pelos encravados, mau cheiro, ressecamento, alergias, irritações e até assaduras. O problema se agrava ainda mais quanto o clima esquenta e, mesmo com a pele mais irritada, você insiste em depilar. "A hidratação é fundamental para evitar que o problema fique ainda pior", afirma o dermatologista Claudio Mutti, da Sociedade Internacional de Medicina Estética. Além deste cuidado, existem outros específicos para cada inconveniente, veja quais são eles e mantenha as axilas em dia.

Ressecamento

A depilação seja com cera ou lâmina provoca uma espécie de agressão na pele das axilas e pode deixar a região mais áspera e ressecada. Para evitar o problema, a hidratação precisa ser um ritual diário.

A solução:
Como é difícil se lembrar de passar hidratantes nas axilas, o ideal é procurar desodorantes antitranspirantes que já ofereçam este benefício - recentemente, fórmulas com ingredientes naturais menos agressivos, à base de minerais do mar Morto têm se destacado pelo poder hidratante que oferecem.

Se, mesmo assim, você sentir um incômodo, aplique hidratantes com efeito calmante ou produtos para pele sensível. "O uso de água termal é uma opção para recuperar a hidratação da pele", afirma a dermatologista Maria Paula Del Nero, diretora da clínica Healthy. O efeito mágico do produto também está associado à presença de minerais na fórmula, reunidos eles ajudam na recomposição das células.