Depilação íntima: cuidados evitam dor, queimaduras e pelos encravados

Preparação da pele e tipo de cera garantem pele lisinha sem machucados e irritações

POR MANUELA PAGAN - ATUALIZADO EM 03/08/2016

Você já fez depilação íntima com cera alguma vez? O método pode ser bastante doloroso, mas a maioria das mulheres aprova os resultados. Tanto que a chamada brazilian wax (em português, depilação brasileira) já ultrapassou as fronteiras do país e virou febre internacional. Esse tipo de depilação é caracterizada pela remoção quase que total dos pelos da região íntima feminina, sendo preservado apenas um fino filete de pelos na região frontal, mas há quem prefira a remoção total. São removidos os pelos localizados nos grandes lábios, na parte externa e interna.

A dermatologista Angélica Pimenta, conta que a pele da região íntima é mais delicada em comparação com as demais partes do corpo e, por isso, os cuidados vão além daqueles que você tem quando remove os pelos de outras regiões, como a perna, por exemplo. Portanto, quem abre mão de realizar a depilação íntima com uma profissional para tentar o método em casa precisa de muita atenção para não se machucar. Seja sua opção fazer a depilação íntima caseira ou no centro de estética, siga os dez cuidados que listamos a seguir, minimize os riscos e otimize os resultados.

Escolha o melhor período do mês

O ideal é evitar realizar a depilação próxima ao período menstrual, pois a sensibilidade à dor fica mais intensa nessa época. "A fase da menstruação potencializa a dor devido à liberação de uma substância inflamatória chamada prostaglandina", explica Angélica Pimenta. Além disso, as mulheres tendem a reter líquidos nesse período, e como o inchaço comprime as terminações nervosas, a sensibilidade à dor aumenta.