Blefaroplastia inferior trata especificamente as bolsas de gordura abaixo dos olhos

Entenda como essa cirurgia plástica é feita e o que muda em sua recuperação

ARTIGO DE ESPECIALISTA - ATUALIZADO EM 03/02/2016

Dr. Alan Landecker
Cirurgia Plástica - CRM 87043/SP
especialista minha vida

A blefaroplastia é a cirurgia das pálpebras, que pode ser realizada tanto nas pálpebras superiores como nas pálpebras inferiores ou mesmo em ambas. Porém, é muito comum as pessoas buscarem a blefaroplastia para tratar apenas uma das regiões, por possuírem excesso de pele somente nas pálpebras superiores ou bolsas de gordura somente nas pálpebras inferiores.

PUBLICIDADE

A cirurgia é realizada através de incisões localizadas nas linhas naturais das pálpebras: nas dobras das pálpebras superiores e logo abaixo dos cílios, nas pálpebras inferiores. Estas incisões podem ser prolongadas, quando necessário, para dentro das rugas, no canto externo dos olhos.

No caso da blefaroplastia inferior, ela é indicada para pacientes com excesso de pele ou gordura nas pálpebras, como bolsa interna, média e lateral. Quando há a retirada somente de bolsas, a cirurgia pode ser realizada pela via transconjuntival, sem cicatrizes externas e quando há retirada de excessos de pele, há cicatrizes externas bem próximas aos cílios.

Após realizar a incisão, o cirurgião separa a pele da musculatura e gordura subjacentes, retira os excessos de gordura das bolsas palpebrais e remove as áreas de músculo e pele flácidos. As incisões são suturadas com fios finos e delicados.

A região das pálpebras apresenta um perfil de cicatrização muito favorável e as cicatrizes tendem a se tornar imperceptíveis após alguns meses. Sendo que, a recuperação da blefaroplastia inferior é mais rápida do que a superior.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Já os cuidados do pós-operatório da blefaroplastia inferior são os mesmos da superior, é preciso manter repouso absoluto por dois dias, mantendo a cabeça sempre elevada por sete dias e evitando esforços físicos por aproximadamente três semanas. A proteção em relação aos raios solares, através de chapéus e óculos, deve ser especialmente frequente durante as primeiras duas semanas.

O inchaço é normal após a cirurgia e manchas roxas, chamadas equimoses, também podem aparecer ao redor dos olhos. Os pontos podem ser removidos após três ou cinco dias e o resultado final só deve ser analisado dois meses após o procedimento.