3 segredos para deixar a plástica no rosto mais natural

Dicas vão desde a escolha do profissional até cuidados simples no dia a dia, como aplicar protetor solar

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 27/08/2018

Dr. Marcelo Wulkan
Cirurgia Plástica - CRM 108732/SP
especialista minha vida

Em tempos como os de hoje, observamos uma grande procura por cirurgiões plásticos para melhorar a aparência do rosto. No entanto, quando certos cuidados não são seguidos à risca, o aspecto de "operado" ou até mesmo "botox vencido" pode se tornar uma realidade nada bem-vinda. Por isso, selecionei dias para que o paciente tenha o resultado mais natural possível em sua plástica facial:

PUBLICIDADE

1ª etapa: identificar o que pode ser melhorado e escolher um bom profissional

Nem sempre o que achamos que deve ser melhorado é o que de fato precisa ser alterado pelo cirurgião plástico. Para entender essa situação, vamos ao exemplo de uma pessoa que considera o próprio nariz grande. Às vezes, o que ocorre na verdade é uma desproporção do nariz com o queixo e com o volume da maçã do rosto - caso ambos tenham pouca projeção (especialmente no semi-perfil e perfil), a pessoa tem a impressão de que a "culpa" é do nariz.

No entanto, a grande distância entre o ponto de maior projeção do nariz e queixo pode ser "culpa" prioritariamente do queixo, caso seja retraído. Nesse caso, de pouco adianta diminuir o tamanho do nariz se o queixo ainda estará numa posição inadequada.

Por esse motivo, devemos sempre procurar um cirurgião plástico com experiência em cirurgia de face e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (consulte no site se seu cirurgião plástico é membro efetivo). Apenas durante a consulta o médico poderá propor a melhor conduta para o seu caso.

2ª etapa: a proposta da cirurgia de face e procedimentos auxiliares

Durante a consulta médica, você deve falar exatamente o que incomoda no seu rosto. Devido a alterações decorrentes do envelhecimento natural e da ação solar, o seu médico poderá indicar procedimentos complementares à sua cirurgia de lifting facial (ritidoplastia).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Em relação à ritidoplastia, cada caso deve ter uma proposta individualizada, podendo se associar também à melhora da queda dos olhos e excesso de pele das pálpebras (blefaroplastia). Existem diversas técnicas com diferentes tamanhos de cicatrizes. Sim, existem cicatrizes! Usualmente ficam bem escondidas e de boa qualidade. Na cirurgia, geralmente o cirurgião plástico aborda o músculo que está abaixo da pele de maneira a reposicioná-lo para cima e para trás, "puxando o que caiu".

A seguir, ele retira o excesso de pele. Com isso, conseguimos o resultado de uma "puxadinha" que tanto fazemos na frente do espelho. A cautela maior nesse ponto é que não se deve exagerar na tração e na ressecção de pele e, assim, mantemos o resultado o mais natural possível. Quando se puxa muito a pele, o rosto fica excessivamente esticado e com o aspecto óbvio de que foi operado.

Com a cirurgia de lifting facial, o médico consegue melhorar a parte interna do rosto. É muito importante entender que o resultado natural é uma soma de melhorar a fundação/estrutura profunda da face e contornos superficiais. Para isso, o cirurgião plástico pode usar a gordura do próprio paciente para melhorar o volume perdido na face (lipoenxertia) ou aplicar ácido hialurônico (entre outros produtos existentes no mercado). Além disso, pode-se melhorar a textura da pele com peelings, laser ou aplicação de produtos que estimulam a produção de colágeno.

Em relação ao equilíbrio das regiões da face, o médico poderá abordar o queixo e área das maçãs do rosto para trazer mais harmonia com o nariz e face. A rinoplastia também é uma cirurgia que pode ajudar no rejuvenescimento da face, especialmente quando o nariz se apresenta grande e com a ponta caída. Outra parte pouco lembrada é o lóbulo da orelha: o médico pode reduzi-lo ou remodelá-lo, deixando-o esteticamente mais bonito, caso exista necessidade.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

3ª etapa: manutenção dos resultados

Vamos lembrar de algo importante: nenhuma cirurgia plástica promete resultados para toda a vida. Por isso, é importante fazer procedimentos que ajudem a manter o resultado obtido com a cirurgia. Da mesma maneira que uma pessoa que faz lipoaspiração precisa se manter no peso para não engordar e perder o resultado, o paciente que faz procedimentos na face precisa se cuidar para manter sua harmonia facial.

Para isso, é importante fazer o uso frequente de filtro solar ao longo do dia. Converse com seu dermatologista para ter indicação do melhor produto para seu caso. Precisamos também ter uma boa alimentação e hidratação da pele. Por fim, lembre-se que se no seu caso foi usado produto que será absorvível ao longo dos meses/anos, vale a pena reaplicá-lo enquanto ainda não se perdeu todo o produto em vez de esperar toda a absorção do mesmo. Com isso, a pele do local não fica sem volume e o resultado tende a ser mais natural.

Dr. Marcelo Wulkan (CRM 108732/ RQE 28948) é cirurgião plástico membro efetivo e titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Possui doutorado pela Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) e aprimorou conhecimentos na Universidade de Harvard nos Estados Unidos. Também é Membro da Rhinoplasty Society (Active Member), International Confederation for Plastic, Reconstructive and Reconstructive Surgery, International Society of Aesthetic Plastic Surgery e da American Society of Plastic Surgeons.