Shampoo anticaspa: como usar e escolher o melhor produto

Dermatologista indica atenção à forma como produto é aplicado, pois pode causar tanto ressecamento dos fios como aumento da oleosidade

POR BÁRBARA CORREA - PUBLICADO EM 27/02/2020

Apesar de ser vista por muitas pessoas como sinal de sujeira, a caspa não está ligada à higiene, e é um problema frequente. Segundo uma estimativa da Sociedade Brasileira de Dermatologia, 40% de toda a população mundial já teve ou apresenta o problema pelo menos uma vez por ano. Isso faz com que o uso diário de shampoo anticaspa seja muito comum.

A caspa, na verdade, é uma descamação do couro cabeludo que pode ser causada por vários distúrbios, como pele ressecada, dermatite seborreica, psoríase e eczema, segundo a dermatologista Joana D'arc.

Considerando estas diversas origens, é necessário ter alguns cuidados ao usar o shampoo anticaspa. Entre as consequências negativas do mau uso, está o ressecamento excessivo dos fios.

PUBLICIDADE

Como usar o shampoo anticaspa?

Buscando acabar com a oleosidade, muitos que têm caspa recorrem à lavagem excessiva. No entanto, a prática pode gerar um aumento na produção de sebo. Por isso, devido à concentração das substâncias empregadas no shampoo anticaspa, é recomendado lavá-lo em dias alternados.

Caso haja a necessidade de lavar os cabelos diariamente, a dermatologista recomenda que a limpeza seja alternada entre shampoo para caspa e o tradicional.

"O shampoo anticaspa deve ser utilizado somente no couro cabeludo, deixando agir por mais tempo que o habitual. Também devemos usar outro shampoo para tratar os fios, que funcione como um hidratante, sem deixar resíduos", explica Joana.

"Vale lembrar que o excesso de massagens no couro cabeludo com o shampoo pode despertar a produção de sebo e assim impedir todo o processo do tratamento. Massagens devem ser evitadas em cabelos que já sofrem de oleosidade excessiva", acrescenta a dermatologista.

Muitas vezes os ativos contra a oleosidade ajudam no combate à caspa, pois acalmam o couro cabeludo, mas isso não quer dizer que toda a descamação estará devidamente eliminada. Por isso, é necessário se atentar à qualidade dos produtos utilizados e como esse eles são aplicados.

Escolhendo o produto ideal para acabar com a caspa

O dermatologista da Horaios Estética, Alberto Cordeiro, afirma que o ideal é que um médico avalie o couro cabeludo com um exame físico, consulta e tricoscopia, que observa os fios e o couro com uma lente de aumento.

"Deve-se utilizar shampoos com os ativos mais indicados como o antifúngico Cetoconazol, zinco, selênio e ácido salicílico, que têm como objetivo diminuir a inflamação e controlar a oleosidade", acrescenta Joana.

Além disso, existem também antimicrobianos a fim de reduzir a flora que se desenvolveu em excesso no couro, controlando as infecções locais. Segundo a dermatologista, pode-se empregar ainda os emolientes, que são produtos que facilitam a remoção das crostas.

Confira os shampoos recomendados pelos dermatologistas

  • Ada Tina - Amplexe Anticaspa - R$ 44,95
  • Kerium shampoo gel - ideal para couro cabeludo sensível - R$ 59,55
  • Kerium DS shampoo La Roche Posay - para quadros intensos - R$ 62,91
  • Shampoo anticaspa Pielus DI - R$ 67,84
  • Vichy Dercos Intensivo shampoo - R$ 67,89
  • Dermage Revitrat ZN shampoo - R$ 69,56
  • Vichy Dercos shampoo anticaspa - para couro cabeludo sensível - R$ 71,99
  • Phyto - Phytosquam Purifiant- R$ 132,60.