Entenda o passo a passo do implante de silicone

Especialista explica tudo que acontece desde a ideia de colocar silicone até a cicatrização

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 12/05/2020

Dr. André Eyler
Cirurgia Plástica - CRM 667862/RJ
especialista minha vida
Por Kaspars Grinvalds/Shutterstock
Por Kaspars Grinvalds/Shutterstock

O implante de silicone está relacionado à reconstrução mamária ou estética para corrigir imperfeições ou melhorar o contorno e proporção das mamas.

PUBLICIDADE

Escolhendo o cirurgião

O primeiro passo para colocar prótese de silicone nas mamas é escolher um profissional qualificado para realizar a cirurgia. Para tanto, o cirurgião plástico deve estar devidamente habilitado e ser especialista vinculado à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Esse profissional deve estar atento às condições de saúde da paciente, fazendo uma avaliação criteriosa da cirurgia e saber se a mudança desejada é realmente possível.

Primeira consulta

Durante a primeira consulta são apresentados os tipos variados de formatos de próteses, com uma projeção de resultados, para a paciente saber, como ficaria com o tamanho que deseja. Cada paciente é individual, portanto os objetivos podem ser completamente diferentes.

Avaliando o preço do implante de silicone

O preço do implante de silicone envolve a operação e a internação, embora em 24 horas seja possível o retorno para casa

Escolhendo o tipo de implante

Quem escolhe o implante é o cirurgião. Todos os implantes aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) têm a qualidade mínima adequada. Por isso, os implantes estão cada vez mais resistentes e com menor chance de complicação.

A habilidade médica vai permitir avaliar o quadro da paciente, ajudando a escolher a prótese mais adequada. Os formatos diversificados permitem ao cirurgião escolher a melhor opção. Leva-se em consideração a estrutura corporal, peso, idade, biótipo, altura, distância entre tronco e quadril, proporção do tórax, estrutura óssea e formação original da mama. Desta maneira, será escolhido o volume adequado.

A forma pode ser redonda ou em gota (anatômico). A textura é dividida em micro texturizado, extra texturizado e poliuretano. O preenchimento em gel de silicone é altamente coesivo ou solução salina. O volume varia de 150 ml até 600 ml.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Preparando para a cirurgia

Após a primeira etapa de definição da prótese, são realizados exames e a cirurgia é marcada. O médico solicita junto ao fabricante três ou quatro tamanhos próximos ao pretendido.

No momento da cirurgia, o médico experimenta cada tamanho, comparando com os moldes idênticos das próteses, para avaliar o tamanho ideal.

Colocando a prótese

Existem três opções para a colocação da prótese de silicone. O corte pode ser feito na região das axilas, no sulco inframamário (dobra) ou em volta das auréolas. A cirurgia varia de uma a duas horas. Geralmente a prótese é colocada abaixo do músculo peitoral ou da glândula mamária.

Com isso, a mulher com silicone pode amamentar normalmente, caso tenha filho no futuro. O médico deve deixar claro que ela não terá problemas com a mama durante a gravidez. E normalmente a anestesia é geral.

Recuperação do implante de silicone

É necessário 30 dias para uma recuperação total, para realizar todas as atividades. Para tanto, o pós-operatório vai exigir cuidados e dedicação. Um dos cuidados é não praticar atividade física por pelo menos 15 dias.

Movimentos bruscos são prejudiciais à fixação da prótese e para os pontos. Também não é recomendável a exposição das cicatrizes ao sol. O sutiã é um excelente aliado da prótese e deve ser colocado dia e noite por um longo período.

Cicatrização da cirurgia

O implante de silicone permite uma cicatriz pouco visível, além de poder ser retirado a qualquer momento sem maiores danos à pele e à musculatura.

Por fim, a troca

As próteses devem ser trocadas de sete a dez anos de uso. A troca evita uma ruptura da prótese de silicone. Quando a prótese é aplicada, o corpo naturalmente forma uma cápsula em volta. Com o passar do tempo, ocorre uma retração capsular. Mas o organismo dá sinais de inflamação local, como região inchada e avermelhada.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)