Novo remédio para evitar envelhecimento da pele é descoberto

Uso de uma substância foi capaz de reduzir rugas e aumentar nível de colágeno

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 07/01/2020

Cientistas da Universidade Drexel, nos Estados Unidos, em conjunto com a Universidade de Bolonha, na Itália, analisaram os efeitos na pele de um medicamento utilizado em cirurgias de transplante.

PUBLICIDADE

A rapamicina já é conhecida e utilizada por muitos médicos. O medicamento é aplicado em forma de injeção em pacientes transplantados, fazendo com que o corpo não rejeite o órgão transferido durante a cirurgia.



Além disso, a rapamicina também é usada para tratamento de doenças pulmonares raras e como um medicamento anticâncer. Agora, os cientistas esperam que ela possa ser usada de forma tópica, aplicando diretamente sob a pele.

Efeitos da rapamicina na pele

Durante o estudo, foram analisadas 13 pessoas com idade acima de 40 anos. Os participantes receberam dois cremes: um continha rapamicina, o outro era apenas placebo. Cada produto foi aplicado em uma das mãos, em dias alternados.

O estudo durou oito meses. Foram feitas análises de sangue e biópsia em todos os participantes a cada dois meses, para que o efeito do produto pudesse ser acompanhado de perto pelos cientistas.

O final da pesquisa apontou que a maior parte dos voluntários apresentou uma diminuição significativa nos níveis da proteína p16 (responsável pelo envelhecimento) na mão onde a rapamicina foi aplicada, além de apresentar colágeno no local.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Além dos efeitos estéticos, o uso da substância ajudou a fortalecer o tecido, evitando condições como a atrofia dérmica, por exemplo, que é uma condição de pele frágil e com cicatrização lenta. Isso ocorre porque a rapamicina bloqueia a proteína TOR, que é responsável pelo crescimento e envelhecimento das células.



Os pesquisadores esperam que essa pesquisa inicial permita que novos benefícios da rapamicina possam ser encontrados. Ainda há várias questões para serem estudadas antes que a substância possa ser utilizada pela medicina.

Por que a pele envelhece com o tempo?

"É aos 30 anos, em geral, que o organismo para de produzir colágeno, classe de proteínas que promove a elasticidade da pele", afirma o dermatologista Valcinir Bedin, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia Clínico Cirúrgica. Conheça tratamentos e cuidados para retardar o envelhecimento da pele nesta fase.