Especialistas respondem 11 dúvidas sobre sexo oral

Descubra quais os cuidados necessários para se prevenir de DSTs e outros problemas na hora do sexo oral

POR BEATRIZ CAETANO - PUBLICADO EM 10/04/2017

O sexo oral é uma prática que ainda possui muitas dúvidas e tabus. Precisa fazer com camisinha? O sêmen transmite doenças? Existe alguma preparação? São alguns dos questionamentos que circulam pela mente de quem realiza o ato.

PUBLICIDADE

É essencial que todos saibam como praticar o sexo oral com segurança para a saúde. Para ajudar, nossos especialistas responderam as principais dúvidas dos leitores sobre o tema. E se você tem outra pergunta é só deixar aqui.

1. Sexo oral transmite o vírus da aids?

"Sim, quem possui o vírus HIV pode transmiti-lo em qualquer fluído, como sangue e secreções genitais, portanto, o uso de preservativo é imprescindível. É importante que a mulher ao realizar a consulta ginecológica anual realize exames para pesquisar as sorologias das infecções genitais", revelou o ginecologista Gustavo Ventura Oliveira.


2. Quando faço sexo oral, ela perde o tesão muito rápido é normal?

"Seu caso precisaria ser analisado com mais detalhes, mas pode ser que esteja faltando sintonia. Procure conversar abertamente, talvez você não esteja fazendo do modo que ela gosta, mas ela pode ser tímida ou reprimida em qualquer das hipóteses a palavra-chave é diálogo", disse o psicólogo Augusto Mendes.

3. Fiz sexo oral com camisinha, mas chupei o testículo, posso ter contraído alguma DST?

"São raras as chances de você ter contraído alguma DST. Isso decorre do fato de, aquele ao qual foi realizado o sexo oral, tivesse algum corrimento na região genital, se o saco escrotal está ferido e\ou foi ferido durante o ato de suga-lo com a boca podendo haver a ocorrência de sangramento na área manipulada. De outra forma não é possível a transmissão sem que tenha o contato com o sangue e\ou alguma secreção expelida pelo órgão genitor daquele ao qual o coito foi realizado", comentou o psicólogo Thiago Moreira.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

4. Existe alguma camisinha para fazer sexo oral na mulher?

"Existe a camisinha feminina, que a mulher introduz na vagina, ela recobre pequena parte externa da vagina, sendo mais indicada para o uso durante o sexo com penetração. Não existe um modelo a ser utilizado durante o sexo oral do homem na mulher. O que muitas pessoas utilizam ou recomendam que se faça é a utilização de alguma barreira de proteção para evitar o contágio por doenças sexualmente transmissíveis. Uma das opções é utilizar filme plástico, aquele utilizado na cozinha para embalar alimentos. Ele protege contra as secreções e o contato direto, apesar de não haver estudos sobre a real proteção que ele oferece ou se é um método totalmente seguro", afirmou o urologista Paulo Mazili.

5. Estou com candidíase vaginal e na boca ao mesmo tempo. Fiz sexo há pouco tempo, isso pode indicar que fui infectada através do sexo oral?

"A candidíase não é uma doença sexualmente transmissível (DST), e não passa de pessoa para pessoa, então não podemos dizer que o sexo oral cause candidíase. A candidíase oral é comum em crianças, conhecida como sapinho, mas em adultos normalmente está relacionada ao tratamento com drogas imunossupressoras", disse a ginecologista e nutróloga Melissa Ganam Antoun Guedes.

6. Eu chego ao orgasmo no sexo oral, mas não consigo ter na penetração. Porque?

"A sexualidade humana é cheia de possibilidades e nuances. Dessa forma é perfeitamente normal que você encontre prazer e chegue ao orgasmo pela estimulação clitoriana, como com qualquer outra estimulação. Além disso, apesar de nossa sociedade ser machista, já se reconhece que um dos maiores pontos de prazer femininos é o clitóris, sendo inclusive mais comum e mais prazeroso mulheres terem orgasmos clitorianos do que de outros tipos. Não se deixe impressionar por teorias retrógradas ou machistas que afirmam ser esse tipo de prazer imaturo; essas teorias temem a libertação feminina, bem como sua potencialidade de ação e mudança", revelou o psicólogo João Suzart.

7. Fiz sexo oral sem preservativo. Quais as chances de ter adquirido HIV e com quanto tempo faço o teste pra confirmar?

"Veja se a pessoa possui HIV. Se você a conhece, comente de irem fazer o teste juntos. Faça o teste a partir de 30 dias da última relação. Se não der nada, refaça o teste com 60 e 90 dias. Cada organismo reage de forma diferente ao vírus, por isso há esse intervalo. Na dúvida, use camisinha até confirmar os resultados", comentou o psicólogo Jefferson Carlos de Oliveira Ferreira.

8. Após quantos dias é possível fazer sexo oral depois da extração de dente?

"O ideal é aguardar a completa reparação da ferida cirúrgica (cicatrização) em torno de 45 dias, lembrando sempre dos cuidados de higiene (escovação, enxaguantes bucais), ausência de sangramento gengival, e de preferência com parceiro fixo", disse o odontologista Luciano de Oliveira.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

9. O que pode ser uma irritação e forte coceira após receber sexo oral?

"A boca abriga diversos microrganismos, incluindo bactérias e fungos. Diversos estudos comprovam a maior incidência de candidíase genital em casais que praticam sexo oral com frequência, devido à proliferação de fungos como a Candida albicans na vulva e vagina. E a candidíase é responsável por irritação e coceira. Além disso, se realizado com muita pressão e fricção, o sexo oral na mulher pode gerar um ressecamento local, causando o mesmo tipo de desconforto após a relação sexual", afirma o ginecologista Renato Tomioka.

10. Como ajudar o parceiro que muitas vezes não consegue ter uma ereção nas preliminares e no sexo oral?

"A primeira coisa a se fazer é descobrir se não há nenhuma causa biológica para a disfunção. Deve-se verificar se todo o sistema está funcionando perfeitamente. Caso não haja ereções em nenhum momento, ou, se ela acontece, é extremamente rápida, indica-se procurar um especialista para ver o que está de errado com o corpo. Se, por outro lado, a disfunção erétil acontece SOMENTE no ato sexual, grandes são as chances de que isso seja puramente emocional", disse o psicólogo Rael Dill de Mello.

11. Quem tem sífilis pode fazer sexo oral sem camisinha?

"Quem tem sífilis não tratada pode transmitir no sexo oral se o sangue dele toca no sangue da outra pessoa. Isto é possível, por exemplo, quando a outra pessoa tem a gengiva sangrando e o pênis da pessoa com sífilis se fere, ainda que minimamente", comentou o psicólogo Dirk Belau.