Conheça os sete pilares do relacionamento

Confiança e diálogo são alguns dos pontos fundamentais para a relação sadia

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 16/01/2012

Milena Gonçalves Lhano
Psicologia - CRP 102952/SP
especialista minha vida

No inicio, os relacionamentos são baseados na paixão, no frio na barriga, ansiedade pelo encontro e emoção. Com o passar do tempo, parece que a ansiedade e o entusiasmo vão diminuindo e dando lugar para a dúvida com relação a outra pessoa e ao futuro do relacionamento.

PUBLICIDADE

Realmente, o que faz com que duas pessoas resolvam ficar juntas é a paixão, mas ela sozinha não é capaz de sustentar um relacionamento. Conforme ela vai se aquietando, surge espaço para que a outra pessoa seja vista por inteiro, com todas as suas qualidades e defeitos.

Sim, defeitos. Porque é preciso ter bem claro que todos (inclusive nós) temos defeitos. Ao olhar para os defeitos do outro, avalie se pode tolerá-los e olhe os seus também avaliando se você mesmo os suportaria.

Mas, além da paixão, amor e aceitação do fato que ninguém é perfeito, existem outros pilares importantes, que juntos sustentam o relacionamento:

Ao olhar para os defeitos do outro, avalie se pode tolerá-los e olhe os seus também avaliando se você mesmo os suportaria.

- Respeito: É importante saber respeitar e conviver com as diferenças dentro de um relacionamento. Existe o respeito à família, trabalho, opinião, ritmo e questões que são importantes para o outro. Mas lembre-se que para respeitar a opinião alheia, você não precisa abrir mão da sua.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

- Admiração: Olhar para o companheiro e sentir orgulho de suas conquistas, características, forma de se vestir, forma de resolver problemas e etc. é uma das maneiras de manter o relacionamento.

- Diálogo: Esse é o pilar fundamental de qualquer tipo de relação. Sem diálogo, o relacionamento fica difícil, pois as pessoas não se entendem, não compartilham pontos de vista, não solucionam conflitos e etc. Um diálogo difícil ou inexistente faz com que cada um tenha suas conclusões sobre o que o outro pensa e assuma fantasias, suposições e "achismos" como verdade.

- Companheirismo: Apoiar o parceiro no que for importante, compartilhar de suas ideias e dividir os momentos importantes - bons e ruins - une o casal. A pior solidão que pode existir é a solidão a dois.

A troca de afeto e de palavras de carinho é importante, mesmo depois de anos de relacionamento.

- Carinho e afeto: Geralmente as pessoas gostam de saber que são amadas. Por isso, a troca de afeto e de palavras de carinho é importante, mesmo depois de anos de relacionamento.

- Confiança: Para um relacionamento tranquilo é importante que haja confiança das duas partes. Um relacionamento cheio de cobrança, desconfiança, dúvida e ciúme acaba ficando cansativo e desgastado para as duas partes.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

- Objetivos em comum: É importante que o casal sempre tenha para o futuro planos em comum, para que depois de um tempo não esteja cada um focado em si e caminhando para lados opostos. Objetivos em comum podem ser viagens, casa, lazer, carro etc.

Em se tratando de pessoas, sentimentos e relacionamentos, nada é exato. Por isso, esses pilares não são regras fechadas que todos devem obrigatoriamente seguir. Na verdade, eles são questões importantes que devem ser trabalhadas pelo casal para que o relacionamento não se desgaste e, para que depois de alguns anos, os dois não estejam distantes a ponto de terem se tornado desconhecidos.