Após engolir sêmen, mulher tem reação alérgica e é internada

Paciente precisou passar por tratamento para se recuperar de choque anafilático

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 14/03/2019

O sexo, na maioria das vezes, é um momento de prazer e diversão. Entretanto, para uma espanhola de 31 anos, a experiência acabou se tornando um grande tormento. Enquanto realizava sexo oral, a mulher ingeriu sêmen. Como consequência, ela sofreu um choque anafilático, o que a fez vomitar, ter falta de ar e ficar com a pele repleta de urticárias.

PUBLICIDADE

Após ser internada, os médicos classificaram a gravidade de seu choque anafilático como moderada, e buscaram descobrir as causas da reação alérgica. Segundo os funcionários do Hospital General Universitario de Alicante, a mulher não havia comido nada estranho, não tinha sido picada por insetos e não estava usando drogas ou remédios.

O que causou o choque anafilático

Cinco dias antes da relação sexual, seu parceiro, de 32 anos, estava fazendo uso de dois medicamentos para tratar uma infecção de ouvido: Ibuprofeno e Augmentin. A última vez que ele havia tomado o remédio foi quatro horas antes do sexo.

Entre seus diversos componentes, o remédio Augmentin contém amoxicilina, um tipo comum de antibiótico. O problema disso, é que a parceira do rapaz havia sido diagnosticada como alérgica à substância durante a infância.

"Até onde sabemos, este é o primeiro caso em que alguém teve um choque anafilático após fazer sexo oral em um indivíduo que estava tomando amoxicilina", disse a equipe de pesquisa em entrevista ao ScienceAlert.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Recomendações

Para os pesquisadores, a situação é rara. Entretanto, é imprescindível o uso de preservativo na realização do sexo oral. Isso porque até mesmo o HIV, vírus causador da Aids, pode ser transmitido por meio da prática, embora as chances de contaminação sejam menores do que quando ocorre a penetração. "O pH da boca (neutro e-ou levemente ácido) e o contato somente com a superfície do pênis ou da vagina diminuem os riscos de contágio. Mas, mesmo apesar de pequeno, o perigo existe", diz a ginecologista Maria Rosa Neme.

Além disso, o contato do sêmen com a boca pode transmitir doenças como gonorreia, mesmo quando o esperma não é engolido.

De acordo com o ginecologista Linderman Alves Vieira, o preservativo impede que a boca entre em contato com direto com o pênis, oferecendo assim a proteção necessária.