Anti-inflamatórios podem ter ação eficaz no tratamento da depressão, diz estudo

Medicamentos para tratar a dor poderiam ser uma ação complementar aos antidepressivos

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 12/04/2019

Uma revisão de estudos realizada pelo projeto IPSYCH, da Fundação Lundbeck para Pesquisa Psiquiátrica Integrativa mostrou que medicamentos anti-inflamatórios, usados no tratamento da artrite também podem ter ação eficaz em pessoas que têm depressão.

PUBLICIDADE

De acordo com os pesquisadores, o estudo mostra que uma combinação de medicamentos anti-inflamatórios e antidepressivos podem ter um efeito benéfico adicional em pacientes com depressão. O efeito também foi observado quando o medicamento anti-inflamatório foi comparado com placebo, em pacientes com quadros inflamatórios e sintomas depressivos.

Para a realização do estudo, foram feitas revisões de 36 pesquisas internacionais, com cerca de 9.442 pacientes que apresentavam sintomas depressivos ou depressão.

Além de investigar medicamentos para artrite reumatóide, os pesquisadores também analisaram o efeito de medicações que agem como antiinflamatórios, como os glicocorticóides e medicamentos usados no tratamento de colesterol elevado.

A boa notícia, de acordo com os pesquisadores é que a descoberta reforça as chances de, no futuro, oferecer tratamento personalizado aos pacientes. No entanto, ainda há necessidade de mais estudos, pois não se sabe quais seriam os efeitos colaterais do uso de anti-inflamatórios e quais pacientes poderiam se beneficiar deste tratamento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Os pesquisadores afirma que vão manter suas análises, a fim de investigar uma possível relação entre o sistema imunológico e a depressão, possibilitando que o uso de anti-inflamatórios sirva de tratamento complementar para pacientes que convivem com a depressão.