Bodas de casamento: saiba o significado dos meses e anos

Descubra quais são todas as bodas de casamento por anos, os significados de cada uma e os segredos de relacionamentos duradouros

POR TATIANE GONSALES

Muitos casais adoram comemorar o aniversário de casamento. Para ajudar você e seu amor a celebrar esta data especial, psicólogos listam e explicam todas as bodas de casamento desde o primeiro mês, mostrando como lidar com cada fase da união.

PUBLICIDADE

O que são bodas de casamento

As bodas de casamento são aniversários de casamento, nomeados por meses e anos. Seja civil, religioso ou por união estável, as bodas se referem à comemoração dos votos matrimoniais.

Cada boda tem como referência um item ou material, que tende a ser do mais frágil no começo do relacionamento (como bodas de papel ou algodão) até o mais resistente (como bodas de ouro e jequitibá), indicando a longevidade de uma relação.


Origem das bodas

Historiadores divergem sobre a origem das bodas de casamento. Porém, a versão mais comentada é que a tradição de comemorar aniversários de casamento tenha origem na Idade Média.

Naqueles tempos, povos alemães costumavam homenagear casais que estavam juntos há 25 anos com uma coroa de prata. Já aqueles que tinham 50 anos de casados recebiam uma coroa de ouro.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Não à toa até os dias atuais as bodas de prata (25 anos de casamento) e as bodas de ouro (50 anos de casamento) configuram as celebrações mais famosas de amor e união.

Diversas culturas, inclusive a brasileira, adaptaram a tradição e escolheram símbolos que representam variados períodos de matrimônio. Cada cultura tem seus próprios itens associados ao tempo de casamento.

Por que comemorar o aniversário de casamento

Mesmo que de maneira mais simples, a psicóloga da Cia. da Consulta, Cecilia Melo Rosa Tavares, recomenda celebrar a data. Festejar o aniversário de casamento pode reforçar os propósitos que fizeram com que o casal se unisse - o que, por vezes, pode ficar um pouco perdido diante dos desafios diários da união.

Viagens, presentes ou jantar?

Com a chegada das bodas de casamento de 10 anos, é comum que casais queiram uma comemoração mais especial. Foi o caso de Vanessa e Luiz, que foram a Buenos Aires, na Argentina, como uma segunda lua-de-mel.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Já o casal Rafael e Mariana passou um final de semana em um resort. Apesar da viagem, Rafael explica que, em todo aniversário de casamento, os dois geralmente tentam fazer algo especial, nem que seja um jantar.

Especialista em relacionamentos, a psicóloga Pamela Magalhães afirma que é preciso compreender que comemoração nem sempre inclui presentes ou lugares caros. Demonstrar admiração e o quanto ama seu parceiro ou parceira é essencial para celebrar a união, seja como for.

A especialista diz:

A capacidade de exteriorizar emoções e não economizar o afeto é um grande combustível para a durabilidade e qualidade relacional.

Para quem não gosta de celebrar

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Se nenhum dos dois tem o costume de comemorar as bodas de casamento, tudo bem. Pamela diz que não há uma regra de que os aniversários devem ser comemorados ou não.

Contudo, ela recomenda atenção se uma das partes desejar a celebração. "Se uma pessoa do casal considera a comemoração importante, é aconselhado que a outra parte possa perceber e respeitar este desejo", orienta.

Bodas de casamento por meses

Apesar de recém-casados, muitos casais não dispensam uma celebração de cada mês do primeiro ano de matrimônio.

Os primeiros 11 meses costumam ser de encanto entre os pombinhos. Por isso, representam itens mais alegres, divertidos e ainda leves.

Veja uma lista das bodas de casamento por meses:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)
  • 1 mês de casamento: Bodas de Beijinho
  • 2 meses de casamento: Bodas de Sorvete
  • 3 meses de casamento: Bodas de Algodão Doce
  • 4 meses de casamento: Bodas de Pipoca
  • 5 meses de casamento: Bodas de Chocolate
  • 6 meses de casamento: Bodas de Plumas
  • 7 meses de casamento: Bodas de Purpurina
  • 8 meses de casamento: Bodas de Pompom
  • 9 meses de casamento: Bodas de Maternidade
  • 10 meses de casamento: Bodas de Pintinhos
  • 11 meses de casamento: Bodas de Chiclete
Kaio e Rogério começaram a namorar pela internet e hoje são casados - Foto: Acervo pessoal
Kaio e Rogério começaram a namorar pela internet e hoje são casados

Kaio, 25, e Rogério, 40, se conheceram pelas redes sociais e começaram a namorar. Eles têm uma união estável desde 2016, porém, só se casaram com registro há dois meses.

A decisão, além de ser um desejo de ambos, veio em respeito a outros casais LGBT que lutaram pelo direito do matrimônio. Portanto, atualmente, comemoram Bodas de Sorvete.

Bodas de casamento por anos

Para que você e seu amor possam celebrar cada ano de memórias e histórias vividas, confira uma lista de bodas de casamento conforme cada ano de união e veja explicações de especialistas sobre as fases.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

1 ano de casamento: Bodas de Papel

O papel representa algo leve e frágil, que remete à necessidade de delicadeza e manuseio correto para que não rasgue ou se desfaça. Assim é o primeiro ano de casamento: uma relação ainda muito jovem, que está se estruturando e requer cuidados para que se mantenha intacta.

A psicóloga Cecilia comenta que o primeiro ano de casados é "uma fase de ajustes e descobertas, nem sempre fáceis". Os desafios estão ligados, principalmente, à adaptação do casal um com o outro.

2 anos de casamento: Bodas de Algodão

Para celebrar dois anos de união, comemora-se as Bodas de Algodão. O algodão é um material mais frágil, como o papel, simbolizando o início de uma trajetória da relação. Porém, já é um item um pouco mais consistente e divertido, mostrando que o casal já começa a se estruturar melhor.

O casal de engenheiros químicos Bruna e Eduardo, ambos de 25 anos, estão casados há dois anos. Começaram a namorar logo no primeiro encontro, no final de 2012, uma semana antes de Bruna viajar ao Canadá para intercâmbio. Eduardo a esperou retornar e dois anos depois começaram a juntar dinheiro para a realização do sonho em comum: a festa de casamento.

Hoje, moram juntos, têm um bebê como fruto deste amor e acreditam que o casamento só fortaleceu a relação - mesmo com julgamentos por casarem novos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

3 anos de casamento: Bodas de Trigo ou de Couro

O trigo, principalmente, e o couro são elementos que representam os três anos de união. O primeiro item simboliza o crescimento de uma relação, como resultado da germinação de sementes de trigo plantadas há três anos. É como o alimento da união, agora já mais fortalecida.

Por sua vez, o couro representa proteção e segurança. Indica uma maior estabilidade do casal quando comparado aos tempos anteriores.

4 anos de casamento: Bodas de Flores e Frutas

Para quem tem quatro anos de casamento, as Bodas de Flores e Frutas sugerem delicadeza, prudência (flores) e vitalidade (frutas). Ambos os elementos precisam ser regados na medida certa para crescerem ainda mais de forma saudável.

É nesta fase em que se encontram Rafael e Mariana, casados há quatro anos. Ele conta que conheceu a amada em uma comunidade na internet sobre mulheres que amam futebol.

O casal superou as diferenças de cidades (ela, de São Paulo; ele, do Rio de Janeiro) e de times (ela, corintiana; ele, flamenguista) e hoje moram juntos, com seus dois filhos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

5 anos de casamento: Bodas de Madeira ou Ferro

Para quem tem cinco anos de casamento, são celebradas as Bodas de Madeira ou Ferro. Os materiais já são mais fortes e comumente usados como bases para construções.

Por isso, a ideia é que as Bodas de Madeira ou Ferro mostrem que há uma relação mais estruturada e que precisa continuar tendo sustentação.

6 anos de casamento: Bodas de Açúcar ou Perfume

Quando chegam os seis anos de união, o casal celebra Bodas de Açúcar ou Bodas de Perfume. Aqui, os elementos representam o lado doce da vida de casados, reforçando sensações e memórias boas entre os amados.

Dhandara, jornalista, e Roberta, fotógrafa, estão juntas há mais de seis anos. Elas eram amigas e se aproximaram aos poucos, com o surgimento da paixão.

7 anos de casamento: Bodas de Lã ou de Latão

Se você e seu amor chegaram aos sete anos de casamento, então já podem comemorar as Bodas de Lã ou Bodas de Latão.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

A lã é um material ainda maleável. Porém, quanto mais unidos seus fios (que representam o casal), mais firme e resistente ela fica - assim como deve ser um relacionamento.

8 anos de casamento: Bodas de Barro ou Papoula

Ao concretizar oito anos de casamento, o casal comemora Bodas de Barro ou Bodas de Papoula.

O barro é um item que precisa ser moldado, esculpido - trazendo referência aos cuidados do relacionamento e união. Por sua vez, a papoula é uma flor bastante presente em jardins e representa alegria.

9 anos de casamento: Bodas de Cerâmica ou Vime

Ao fazer noves anos de casamento, chegam as Bodas de Cerâmica ou Vime. Os itens são utilizados desde tempos primitivos para construção de móveis e cestas. São resistentes, porém, maleáveis: precisam ser manuseados com dedicação para que sejam moldados da melhor forma.

10 anos de casamento: Bodas de Estanho ou Zinco

As Bodas de Estanho ou Zinco representam dez anos juntos, com itens usados como ligas de ferro e aço. Simbolizam, então, uma maior durabilidade e estabilidade na relação.

11 anos de casamento: Bodas de Aço

Representando a estabilidade do relacionamento, os 11 anos de casamento são celebrados como Bodas de Aço. O aço é um material bastante resistente e simboliza a durabilidade do casal, mesmo com altos e baixos que possivelmente existiram durante este tempo juntos.

12 anos de casamento: Bodas de Ônix

Vanessa e Luiz estão casados há 12 anos, depois de se conhecerem em um jogo de handball feminino. Começaram a namorar em um baile dos anos 60 e atualmente somam uma linda família com as filhas.

Vanessa e Luiz estão casados há 12 anos e possuem duas filhas - Foto: Acervo pessoal
Vanessa e Luiz estão casados há 12 anos e possuem duas filhas

Os 12 anos de casados são representados por Bodas de Ônix. A pedra Ônix significa lealdade e fidelidade.

13 anos de casamento: Bodas de Linho ou Renda

O linho é um tecido resistente e atrelado ao luxo. Não à toa os 13 anos de casamento simbolizam as Bodas de Linho ou Bodas de Renda. Afinal, ao longo deste período, um casal costuma ter total transparência na relação, sendo esta mais fortalecida a cada ano.

14 anos de casamento: Bodas de Marfim

O marfim, nome popular do material que dá forma às presas dos elefantes, é bastante resistente e valioso. Por isso, os 14 anos de união são representados por Bodas de Marfim, marcando um relacionamento mais sólido.

15 anos de casamento: Bodas de Cristal

As Bodas de Cristal simbolizam os 15 anos de casamento. O cristal é um material nobre e delicado, simbolizando uma relação de sentimentos verdadeiros, transparência e companheirismo.

16 anos de casamento: Bodas de Turmalina ou Safira

Turmalina e safira são pedras preciosas e valiosas, que representam 16 anos de casados. Além de refletirem toda a beleza envolvida nos bons momentos, as pedras indicam a raridade de um relacionamento duradouro.

17 anos de casamento: Bodas de Rosa

Ao presentear a amada ou amado com um buquê, é comum que a rosa seja a escolhida para o momento. A flor é muito querida pelos casais e simboliza união e paixão. Assim, os 17 anos de casamento são retratados pelas Bodas de Rosa.

18 anos de casamento: Bodas de Turquesa

Para os casais que chegam aos 18 anos de casamento, são comemoradas as Bodas de Turquesa. Conhecida por sua bela cor, a pedra turquesa representa boas energias e bem-estar.

19 anos de casamento: Bodas de Água-marinha ou Cretone

A água-marinha é uma pedra preciosa resistente e de muita beleza. O cretone também representa a resistência, por ser um tecido bastante forte. Assim, com estes elementos, são celebradas as Bodas de Água-marinha ou Bodas de Cretone, destinadas aos casais que completam 19 anos de união.

20 anos de casamento: Bodas de Porcelana

Para celebrar duas décadas de casamento, a porcelana aparece como item primordial por sua resistência, beleza e cuidados necessários para que tudo se mantenha intacto ao longo do tempo.

21 anos de casamento: Bodas de Zircão

Similar ao diamante, o zircão é uma pedra de beleza exótica e cristalina, bastante duradoura e resistente. Não à toa os 21 anos de casamento são marcados pelas Bodas de Zircão.

22 anos de casamento: Bodas de Louça

Para serem utilizados e até mesmo transportados, itens de louça exigem cuidado. Caso contrário, quebram e ficam marcados com rachaduras. O cenário não é diferente com um casamento de 22 anos, que, como em qualquer tempo de união, precisa de atenção ao próximo.

23 anos de casamento: Bodas de Palha

Para os 23 anos de casados, são celebradas as Bodas de Palha. O material simboliza a adaptação dos amados conforme o amadurecimento da relação. Isso porque a palha é bastante versátil, servindo como base para artesanatos, fogueiras ou até mesmo para combustível.

24 anos de casamento: Bodas de Opala

Opala é um mineral raro, com grande variação de cores e cujo nome significa "pedra preciosa". Sua beleza única é referenciada pelas Bodas de Opala, em comemoração à bela união de casais com 24 anos de casamento.

25 anos de casamento: Bodas de Prata

Assim como as Bodas de Ouro (50 anos de casamento), as Bodas de Prata são as mais conhecidas em todo mundo. Afinal, não é todo dia que encontramos um casal comemorando 25 anos de união, não é mesmo?

A prata é um material bastante valioso e resistente, comumente utilizado em alianças e jóias. As Bodas de Prata costumam trazer o sentimento de renovação de votos ao casal, que geralmente opta por uma celebração especial na data - até mesmo com mais um casamento.

26 anos de casamento: Bodas de Alexandrita

Apesar de pouco conhecida, a alexandrita é uma pedra bastante valiosa. Por ser rara e resistente, foi escolhida para representar as Bodas de Alexandrita, ou seja, 26 anos de união entre um casal.

27 anos de casamento: Bodas de Crisoprásio

O crisoprásio é o tipo mais valioso de quartzo cripto, sendo uma pedra muito almejada. Afinal, por sua raridade, ela é considerada a representação dos 27 anos de casamento - ou Bodas de Crisoprásio.

Além disso, reza a lenda de que os gregos confiavam que o crisoprásio protegia contra a depressão. Já os egípcios acreditavam que essa pedra era símbolo de proteção.

28 anos de casamento: Bodas de Hematita

Conhecida como "diamante negro" e símbolo de coragem, a hematita é usada para representar os 28 anos de matrimônio por meio das Bodas de Hematita.

Alexandre e Valéria têm 28 anos de casados e celebram as Bodas de Hematita - Foto: Acervo pessoal
Alexandre e Valéria têm 28 anos de casados e celebram as Bodas de Hematita

Após se conhecerem em um baile de Carnaval, Valéria e Alexandre começaram a namorar e, em 1991, com a gravidez do primeiro filho, se casaram. Atualmente, completam mais de 28 anos de matrimônio e têm dois filhos, Victor e Felipe.

29 anos de casamento: Bodas de Erva

Os 29 anos de casamento representam grandes conquistas pela vivência diária. Então, são simbolizados pelas Bodas de Erva, uma vez que ervas são cheias de aroma e dão mais sabor à vida.

30 anos de casamento: Bodas de Pérola

Para celebrar três décadas de união, a pérola é escolhida como símbolo para mostrar todo o processo de transformação e fortalecimento do amor. Isso porque ela é formada no interior das ostras como uma forma de defesa. Assim, quando algo externo (como um grão de areia) entra em seu interior, a ostra o solidifica e cria a pérola.

31 anos de casamento: Bodas de Nácar

O nácar é uma substância que reveste as conchas e foi escolhido como representação dos 31 anos de casamento por conta de sua rigidez e riqueza em nutrientes. Ou seja, as Bodas de Nácar indicam um casal que superou as adversidades do tempo e hoje tem uma união mais estável.

32 anos de casamento: Bodas de Pinho

O pinho apresenta diversas colorações, conforme o ambiente. Assim é o casal que celebra 32 anos de união, que sobreviveu a várias fases e continua a cultivar o amor.

33 anos de casamento: Bodas de Crizo

O crizo ou crizopala é uma pedra que varia de tons amarelados a esverdeados, considerada pelos gregos como "pedra de ouro". A associação da pedra com os 33 anos de casados ainda é incerta; porém, a maioria acredita que vem da beleza do crizo, que chama atenção e inspira admiração.

34 anos de casamento: Bodas de Oliveira

A oliveira simboliza paz, perseverança e união, além de ser associada ao azeite, como um delicioso tempero. Assim, é o elemento que representa 34 anos de casamento: as Bodas de Oliveira.

35 anos de casamento: Bodas de Coral

Os corais são colônias de animais aquáticos, presentes em todos os oceanos. Foram escolhidos para representar 35 anos de união por serem resistentes, firmes e uma estrutura composta, assim como um casal ao longo deste tempo.

36 anos de casamento: Bodas de Cedro

O cedro é uma árvore alta, que chega a quase 30 metros. Por isso, é conhecida por seu forte tronco, que representa os 36 anos de casamento - com fortes raízes para sustentar a união ao longo deste tempo.

37 anos de casamento: Bodas de Aventurina

De beleza rara, a aventurina é a pedra preciosa que simboliza os 37 anos de casamento. Afinal, assim como tal pedra, um relacionamento com todo este tempo é bastante raro e precioso.

38 anos de casamento: Bodas de Carvalho

O carvalho é um nome popular de uma árvore que vive por centenas de anos. Seu tronco é bastante utilizado para móveis resistentes e para preservar substâncias, como em barris de vinho. Portanto, seu elo com a proteção e sua vida duradoura são representativos aos 38 anos de casamento.

39 anos de casamento: Bodas de Mármore

O mármore é um material belo, resistente e valioso, além de bastante desejado. Por isso, é o elemento perfeito para simbolizar os 39 anos de casados com as Bodas de Mármore.

40 anos de casamento: Bodas de Esmeralda

Desde os tempos do Egito Antigo, a esmeralda é uma pedra associada ao amor incondicional. Diante disso, surgiram as Bodas de Esmeralda para simbolizar quatro décadas de união e amor entre um casal.

41 anos de casamento: Bodas de Seda

A produção da seda é algo lento e trabalhoso, mas o resultado final é um material delicado, fino e belo. Assim são os 41 anos de casamento, que exigem respeito, paciência e amor para uma união duradoura.

42 anos de casamento: Bodas de Prata Dourada

A prata dourada não é tão dourada quanto o ouro e nem tão cinzenta quanto a prata pura. Simboliza inteligência, vigor e boas vibrações - características que devem estar presentes ao longo de 42 anos de casamento.

43 anos de casamento: Bodas de Azeviche

Conhecido também como âmbar negro, o azeviche é uma gema fóssil criada nos oceanos. Tem coloração negra brilhante e é usada na confecção de joias.

Representa cumplicidade e comprometimento, aspectos fundamentais em uma relação que marca 43 anos de casamento.

44 anos de casamento: Bodas de Carbonato

Muito associado como elemento para cicatrização, poucos sabem que o carbonato é feito de pequenos cristais. Por isso, simboliza solidez durante uma relação que já dura 44 anos e dá origem às Bodas de Carbonato.

45 anos de casamento: Bodas de Rubi

Além de sua beleza, o rubi é bastante valioso - sendo considerado uma das pedras mais preciosas de todo mundo. Foi escolhido para dar nome às bodas de 45 anos de casamento (Bodas de Rubi) por sua resistência e simbolismo à paixão.

46 anos de casamento: Bodas de Alabastro

Similar ao mármore branco, o alabastro é um mineral resistente - mas que passa por diversas fases até atingir tal ponto de firmeza. Da mesma forma é um relacionamento marcado por 46 anos de união.

47 anos de casamento: Bodas de Jaspe

Jaspe é uma pedra preciosa, resultado de uma variação do quartzo vermelho. Representa vitalidade e persistência, assim como deve ser uma relação de um casal que está há 47 anos juntos.

48 anos de casamento: Bodas de Granito

Duro, belo e resistente. Essas são as principais características do granito, que simboliza sustentação, companheirismo e fidelidade numa relação. Não à toa o material foi escolhido para representar 48 anos de união entre um casal.

49 anos de casamento: Bodas de Heliotrópio

Heliotrópio vem de "sol" (helios) e "direção" (tropos), sendo uma pedra que reflete raios solares e, assim, apresenta uma cor avermelhada e brilhante. Sua beleza e resistência representam a vitalidade e pureza necessárias para 49 anos de relacionamento.

50 anos de casamento: Bodas de Ouro

Chegou a vez da boda de casamento mais famosa: as Bodas de Ouro! O ouro representa 50 anos de casamento por sua associação à durabilidade, rigidez e preciosidade.

51 anos de casamento: Bodas de Bronze

O bronze é um metal muito resistente, que pode ser fundido para dar origem a outros objetos e que não corrói facilmente. Assim é o casamento que já perdura por mais de meio século.

52 anos de casamento: Bodas de Argila

A argila é um material versátil, que precisa ser moldado para resultar em um objeto ou liga a outros elementos. Para completar 52 anos de casamento, é preciso moldar a relação com companheirismo, respeito e amor.

53 anos de casamento: Bodas de Antimônio

O antimônio é um material que pode ser trabalhado para formar outros itens. Por sua maleabilidade, representa 53 anos de casamento, mostrando que ser maleável um com o outro é essencial para um relacionamento duradouro.

54 anos de casamento: Bodas de Níquel

Para representar os 54 anos de casamento, o elemento escolhido é o níquel. O níquel é um material também versátil, utilizado para a confecção de moedas e, por isso, é bastante requisitado e resistente.

55 anos de casamento: Bodas de Ametista

A pedra ametista é uma variação do quartzo e é muito apreciada por sua beleza única, de cor violeta a lilás. É relacionada à espiritualidade e evolução da alma por meio do amor, sendo ideal para representar 55 anos de união.

56 anos de casamento: Bodas de Malaquita

A malaquita é um mineral existente há milhares de anos, sendo usado por Cleópatra como cosmético para a pele. Representa harmonia, amor e o afastamento de energias negativas - itens essenciais para uma relação de 55 anos.

57 anos de casamento: Bodas de Lápis Lázuli

A lazulita (ou lápis-lazúli) é uma rocha de cor azul, translúcida e que data de 7.000 anos antes de Cristo. Bastante apreciada por faraós, a pedra representa 57 anos de casamento por estar associada à vitalidade, verdade e clareza.

58 anos de casamento: Bodas de Vidro

O vidro é um material versátil, sólido, transparente e belo - mas bastante frágil. Sua representação aos 58 anos de casamento se dá pelo fato de que um relacionamento só se mantém se muito bem cuidado.

59 anos de casamento: Bodas de Cereja

A cereja é uma fruta exótica, cuja cor é associada à paixão. Porém, lendas dizem que os 59 anos de casamento são associados ao fruto devido ao suco de cereja, de sabor forte e que representa "o primeiro gosto do amor".

60 anos de casamento: Bodas de Diamante

Seis décadas de casamento! Para celebrar uma relação tão consolidada, o diamante foi escolhido como elemento por sua resistência e raridade. A indestrutibilidade do diamante também está ligada aos 60 anos de casamento, pois se acredita que os obstáculos mais complexos já foram superados.

61 anos de casamento: Bodas de Cobre

Para comemorar 61 anos de casados, o elemento escolhido é o cobre. O cobre é um dos metais mais antigos que existem e representa Vênus, a deusa grega do amor e da beleza. Acredita-se ainda que o material promove o amor e a sorte, enquanto protege contra a inveja e a maldade alheia.

62 anos de casamento: Bodas de Alecrim

Os 62 anos de casamento são representados pelas Bodas de Alecrim. O alecrim é uma planta de aroma forte, simbolizando coragem e fidelidade.

63 anos de casamento: Bodas de Lilás

Nos 63 anos de casados, comemora-se as Bodas de Lilás. A flor lilás tem uma beleza exótica e muito apreciada, simbolizando o encantamento e amor à primeira vista.

Já a cor lilás, também presente nas flores que levam o mesmo nome, representa a purificação, espiritualidade e a arte de viver o agora.

64 anos de casamento: Bodas de Fabulita

A fabulita é o elemento representativo de 64 anos de união de um casal. A pedra tem cor avermelhada e é considerada a "pedra do amor", segundo lendas indígenas. Simboliza também paz e boas energias.

65 anos de casamento: Bodas de Pérola Negra

Poucos são os casais que chegam aos 65 anos de casamento... Por conta disso, este tempo de união é representado pela pérola negra: o tipo de pérola mais raro da natureza.

66 anos de casamento: Bodas de Ébano

Os 66 anos de casamento são celebrados pelas Bodas de Ébano. O ébano é uma madeira muito nobre, densa e escura, e é usada para simbolizar essa relação duradoura por sua raridade.

67 anos de casamento: Bodas de Neve

A neve é um fenômeno natural muito apreciado por sua beleza. Por isso, é o elemento escolhido para simbolizar todos esses anos de uma vida a dois.

Iracy e Vicente estão casados há exatos 67 anos e, portanto, celebram as Bodas de Neve. O casal teve três filhos e hoje possui até mesmo bisnetos adultos.

Iracy e Vicente se casaram em 1952 e mantêm o respeito pelos defeitos do outro - Foto: Acervo pessoal
Iracy e Vicente se casaram em 1952 e mantêm o respeito pelos defeitos do outro

Hoje com 89 anos, ela comenta que o segredo da relação é um suportar o outro, aprendendo a lidar com os defeitos.

"Eu não tenho o mesmo jeito de Vicente. O jeito de Vicente é um e o meu é outro. E tem coisas nele que eu nunca gostei. Só que é isso: nós todos temos defeitos", diz.

Demais bodas até 100 anos de casamento

  • 68 anos de casamento: Bodas de Chumbo
  • 69 anos de casamento: Bodas de Mercúrio
  • 70 anos de casamento: Bodas de Vinho
  • 71 anos de casamento: Bodas de Zinco
  • 72 anos de casamento: Bodas de Aveia
  • 73 anos de casamento: Bodas de Manjerona
  • 74 anos de casamento: Bodas de Macieira
  • 75 anos de casamento: Bodas de Brilhante
  • 76 anos de casamento: Bodas de Cipreste
  • 77 anos de casamento: Bodas de Alfazema
  • 78 anos de casamento: Bodas de Benjoim
  • 79 anos de casamento: Bodas de Café
  • 80 anos de casamento: Bodas de Carvalho
  • 81 anos de casamento: Bodas de Cacau
  • 82 anos de casamento: Bodas de Cravo
  • 83 anos de casamento: Bodas de Begônia
  • 84 anos de casamento: Bodas de Crisântemo
  • 85 anos de casamento: Bodas de Girassol
  • 86 anos de casamento: Bodas de Hortênsia
  • 87 anos de casamento: Bodas de Nogueira
  • 88 anos de casamento: Bodas de Pera
  • 89 anos de casamento: Bodas de Figueira
  • 90 anos de casamento: Bodas de Álamo
  • 91 anos de casamento: Bodas de Pinheiro
  • 92 anos de casamento: Bodas de Salgueiro
  • 93 anos de casamento: Bodas de Imbuia
  • 94 anos de casamento: Bodas de Palmeira
  • 95 anos de casamento: Bodas de Sândalo
  • 96 anos de casamento: Bodas de Oliveira
  • 97 anos de casamento: Bodas de Abeto
  • 98 anos de casamento: Bodas de Pinheiro
  • 99 anos de casamento: Bodas de Salgueiro
  • 100 anos de casamento: Bodas de Jequitibá

O que muda com o casamento

"O casamento é não só a união de um casal, mas de duas famílias distintas, com seus valores, hábitos e histórias", explica Cecilia Melo Rosa Tavares, psicóloga da Cia. da Consulta.

Ao casar, a pessoa traz consigo toda uma vivência familiar e matrimonial que experienciou na relação dos pais ou demais parentes, mesmo que de forma inconsciente.

Isso pode ser um grande desafio para alguns casais. Porém, a psicóloga Pamela Magalhães ressalta que nem sempre é necessário uma união civil, assinada em cartório, para que pessoas se sintam casadas.

"Há pessoas que têm uma união estável e se sentem casadas dessa forma. Há pessoas que se não fazem uma festa de casamento, não se sentem casadas. E há também pessoas que estão juntas, nem de fato fizeram um contrato civil ou têm uma união estável, mas se consideram 'mais casadas do que nunca'", comenta.

Especialista em relacionamentos, Pamela declara que um casal recém-casado não é mais ou menos feliz do que aquele que celebra 25 anos, com as Bodas de Prata. O importante é a ligação entre ambos, independentemente do tipo de união e do tempo da relação.

Novos desafios

Muitos aspectos mudaram para Valéria ao casar com Alexandre, até porque estava grávida e passaram a morar juntos somente após a cerimônia. Ela diz que aprendeu a lidar com a paciência, pois era mais explosiva.

"É diferente quando você briga e cada um dorme na sua casa. Dá tempo de pensar, esfriar a cabeça. Mas isso não acontece quando você é casado, tendo de dormir juntos. Aí vemos o que é realmente o amor, porque é preciso respeito e muita conversa", diz.

Já Maria e Roberto discutem bem menos desde que se casaram. Os dois veem que o matrimônio os uniu ainda mais, pois se ajudam, fazem companhia e planejam a própria família. Cada detalhe é pensado e realizado em conjunto.

"Depois que casa...": mitos e verdades sobre casamento

Que atire a primeira pedra quem nunca ouviu alguém comentando que "depois que casa, aí vemos quem é a pessoa de verdade". Frases do gênero, associando o casamento com uma fase de "cair a ficha" sobre os defeitos do outro, são bastante comuns.

Porém, muitos casais desmistificam o tabu de que casar traz à tona a pior versão do parceiro ou parceira.

Bruna e Eduardo se casaram em 2016, ambos com 22 anos. Sentiam certa agonia ao ouvirem de amigos que "depois que casa, o relacionamento muda". Ela confessa que tinha medo de perder o encanto do namoro.

A relação de Bruna e Eduardo só se fortaleceu após o casamento - Foto: Acervo pessoal
A relação de Bruna e Eduardo só se fortaleceu após o casamento

Entretanto, ela revela que nada foi alterado. Como estudavam juntos e se viam diariamente, conheciam bastante o jeito um do outro. Quando casaram, não sentiram esse impacto tão comentado.

Quando casamos, nada mudou na nossa relação para negativo. Só fortaleceu, pois amadurecemos mais. Ou seja, começamos a ter mais coisas em comum. E nossas personalidades são parecidas! Eu até brinco: 'Se eu soubesse que casar seria tão bom, eu teria casado antes!'

Assim como Bruna, Maria também acredita que a lenda de que o casamento desgasta a relação é balela. "Algumas pessoas dizem que depois que casa é só ladeira abaixo. Eu tinha medo que acontecesse. E tem sido incrível. Só coisa boa!", afirma.

Ela ressalta que é preciso muito esforço para que uma relação seja harmoniosa, pois há uma maior responsabilidade quando se divide o mesmo teto, tem filho e se constrói uma vida junto. Porque tudo o que um faz impacta na vida do outro.

Mas, com respeito e leveza, tudo dá certo e é como se seu amado ou amada recarregasse suas baterias mesmo após um dia exaustivo.

Fases do casamento

Adaptação

Segundo a expert em relacionamentos Aline Follmann, o primeiro ano de casamento é de adaptação. Afinal, muitos casais passam a morar juntos após o matrimônio e, com isso, são ressaltadas as diferentes personalidades de ambos.

Portanto, pequenos conflitos, mesmo que banais, são comuns nesta fase. Por outro lado, no início do relacionamento, tudo é novo, o que pode gerar bastante entusiasmo e energia para novas ideias, sonhos e expectativas.

Choque de realidade

De acordo com a psicóloga Pamela Magalhães, depois da adaptação, as responsabilidades tendem a aumentar e as idealizações, então, podem ser quebradas pelo choque de realidade.

Aqui, acontece a "fase de rupturas", caracterizada pelo rompimento de sonhos por conta de assuntos financeiros ou outras dificuldades.

Esta fase necessita de atenção especial, pois não é suportada por muitos casais. É preciso muito diálogo, transparência e consenso entre ambos para prosseguir.

Falta de intimidade

Passado isso, temos uma fase de bodas mais madura e estruturada. Após os obstáculos da "fase de rupturas", geralmente a segurança aumenta e o casal passa a pensar em filhos ou planos mais concretos a médio e longo prazo.

O risco, neste período, é dos parceiros ou parceiras ficarem muito munidos de funções do lar. Isso pode fazer com que se estranhem, se distanciem por não terem um espaço para a intimidade do casal e, consequentemente, se afastem.

Vanessa e Luiz são pais de duas meninas: Anna Beatriz, de 9 anos, e Clarice, recém-nascida. A chegada das filhas fortaleceu a ligação do casal, mas diminuiu os momentos de intimidade a dois - o que é normal.

"A mulher fica com todos os hormônios voltados para o bebê. E o marido fica meio de escanteio. Mas é passageiro!", diz Vanessa.

Maria concorda: "A gente coloca todo o resto da vida em um segundo plano. De certa forma, o casamento também. Apesar disso, eu o admiro mais hoje e ele a mim após a chegada do Artur. Mas não sobra quase tempo nenhum para nós dois, nem namoro, nem romance".

Portanto, para sobreviver a esta fase, é preciso desenvolver e nutrir diariamente o amor, não deixando de lado a intimidade e o respeito.

A psicóloga Cecilia ressalta que, em momentos de dificuldade no casamento, é importante não deixar de lado a reconexão com o outro. Uma boa dica é separar um tempo para saírem a sós e buscarem sempre lembrar do que fizeram com que se unissem.

Amadurecimento

Depois, temos bodas mais maduras, a partir de 15 anos de casados. Nesta fase, os casais já adquire um perfil mais sólido, com maior aproximação (pois os filhos normalmente estão mais independentes) e abandono da ideia de ninho vazio.

É um ótimo momento para viver novas possibilidades: viajarem sozinhos, encontrarem amigos, saírem mais e até se reinventarem sexualmente.

Durabilidade

Assim, chegamos à última fase do casamento: a durabilidade. Esta só é possível se o casal não cair na zona de conforto e ficar isolado em suas individualidades, acomodado em estar com o outro, mesmo sem amá-lo.

Preservando o carinho, a demonstração de amor e o companheirismo, a chance é de perdurar a aliança pelo resto de suas vidas. É importante que o casal não deixe de revitalizar a relação e cultivá-la diariamente.

"É preciso que tomemos cuidado com a acomodação, para que não deixemos o casamento cair no piloto automático", reforça a especialista em relacionamentos Pamela Magalhães.

Como ter um relacionamento duradouro

Quando nos apaixonamos e ficamos com quem gostamos, é normal nos perguntarmos qual o verdadeiro segredo para um relacionamento duradouro. Afinal, a paixão faz com que tenhamos o desejo de passarmos o resto de nossas vidas ao lado de quem nos faz bem.

Apesar de cada relação ser um universo particular e íntimo, há características que se preservam em toda e qualquer relação saudável, de acordo com especialistas.

1) Companheirismo

Todos nós temos dias ruins, em que queremos jogar tudo para o alto. Rafael, casado com Mariana e pai de dois filhos, lembra:

Mas aí você olha para o lado e lembra que não está só. Que existe alguém que no mundo inteiro está do seu lado. Em tudo. Nas situações boas, nas situações ruins, nas situações péssimas. E que isso é algo mágico, que não se pode jogar simplesmente para o alto.

Mariana e Rafael namoraram à distância e hoje moram juntos a seus dois filhos - Foto: Acervo pessoal
Mariana e Rafael namoraram à distância e hoje moram juntos a seus dois filhos

Lidar com desavenças de forma individualista e egoísta faz com que, pouco a pouco, a relação se rompa. Viver a dois inclui a junção de duas histórias distintas, de pessoas distintas.

"Eu não posso achar que a minha verdade, as minhas vontades, os meus desejos e os meus valores sejam melhores ou mais importantes do que os do meu parceiro", ressalta a psicóloga Pamela.

Para ela, o companheirismo é a principal chave para um relacionamento saudável e duradouro. Isso permite entender o ponto de vista do outro, escutando, dando espaço para enxergar além do próprio universo.

É preciso entender que, ao escolher ficar com o outro, deixa-se de lado o olhar para o próprio umbigo. É compreender que a dor do outro também é importante. É se importar com a comunicação, pensamentos e sentimentos do outro. É um exercício de humildade, empatia e carinho.

"Quanto mais um casal tiver a capacidade de entender que o amor é essencial, mas reconhecendo que o outro precisa e gosta de ser amado, muito mais duradouro o relacionamento será", revela.

2) Atração e vida sexual

A psicóloga Cecilia ressalta que, apesar dos anos de intimidade e convivência, o cuidado no relacionamento deve perdurar sempre. "Todos precisam de incentivos positivos, como elogios, um 'eu te amo' e pequenos mimos que fortalecem ainda mais a relação", aconselha.

Diante disso, Pamela afirma que não é o tempo que desgasta uma relação, mas o quanto deixamos de lado pequenos detalhes que fazem toda a diferença: olhar para o parceiro, tocar o parceiro, tomar ações para ele e por ele, se interessar, trocar, dividir experiências, confidenciar segredos, propor situações novas, surpreender, admirá-lo, fazer questão de estar perto, comemorar, curtir e festejar juntos.

Maria e Roberto têm completa admiração um pelo outro, o que mantém a chama do amor acesa - Foto: Acervo pessoal
Maria e Roberto têm completa admiração um pelo outro, o que mantém a chama do amor acesa

"Eu olho para o Rô e penso: 'Que cara maravilhoso!'. Eu vejo no olhar dele o quanto ele me admira também. Eu acho que isso mantém a paixão, o amor e o tesão acessos", exclama Maria.

3) Respeito

O respeito também é primordial para toda relação saudável - e em um casamento não é diferente. É preciso se colocar no lugar do outro, manter a lealdade e fidelidade para que não existam rompimentos e mágoas profundas.

Maria diz que ela e seu companheiro vieram de relacionamentos em que foram desrespeitados, o que os machucou muito. Em contrapartida, é justamente por esses acontecimentos anteriores que hoje se respeitam acima de tudo e se dão bem.

O respeito é a chave para o relacionamento de Dhandara e Roberta, juntas desde 2013 - Foto: Acervo pessoal
O respeito é a chave para o relacionamento de Dhandara e Roberta, juntas desde 2013

O respeito é peça essencial na relação de Dhandara e Roberta. Apoiar e respeitar uma à outra é fundamental, "pois antes de sermos um casal, somos melhores amigas", reflete Dhandara. "Tudo é resolvido às claras, sem mentira, sem omissão e com cumplicidade".

4) Diálogo

Para Bruna e Eduardo, o segredo do relacionamento - não só para chegar às Bodas de Algodão, mas durar - é o diálogo.

"Desde quando nos conhecemos, percebi que alguns pontos eram diferentes conforme nossa criação; então, precisávamos entender o outro. Só observar pode resultar em julgamento e opinião precipitada. Já a conversa chega a um consenso e evita mágoa acumulada", diz Bruna.

A conversa também é o principal ingrediente da relação de Kaio e Rogério. Kaio compara o relacionamento a um chão batido de terra, em que tudo que ali será colhido depende de diálogo.

5) Paciência

Períodos com dificuldades econômicas, ciúme e a chegada de filhos costumam ser desafiadores para todo casal. Para manter a estabilidade do relacionamento, a psicoterapeuta Aline explica que é necessário consenso (acordos feitos entre os dois), o que somente é alcançado com paciência.

O amor é fundamental para Valéria, mas, se faltar paciência, o relacionamento não se sustenta. "Um sempre tem de ceder e temos de levar em consideração que ninguém é perfeito. É se colocar no lugar do outro, sabendo que o erro ou jeito do outro também poderia ser seu", exemplifica.

Dica: responda a 15 perguntas sobre relacionamento

É comum que casais se questionem se suas relações terão um futuro saudável. Além das dicas acima dadas por psicólogas, o cientista de relacionamento Gary W. Lewandowski criou uma lista de 15 questões que ajudam a resolver a dúvida.

Para isso, basta responder com "sim" ou "não" cada uma das perguntas abaixo:

1) Seu parceiro te torna uma pessoa melhor; e você faz o mesmo por ele?

2) Você e seu parceiro se sentem seguros para dividir sentimentos e confiam um no outro?

3) Você e seu parceiro se aceitam como são, sem tentar mudar algo no outro?

4) Quando surge uma divergência, vocês conversam com respeito e de modo aberto?

5) Você e seu parceiro tomam decisões juntos, que podem influenciar o relacionamento?

6) Você considera seu parceiro seu melhor amigo e vice-versa?

7) Você e seu parceiro priorizam o "nós" em vez de "eu"?

8) Você daria as senhas de suas redes sociais para seu parceiro e vice-versa?

9) Você tem uma visão positiva do seu parceiro e vice-versa?

10) Seus amigos mais próximos acham que vocês têm um ótimo relacionamento?

11) Seu relacionamento é tranquilo em relação a ciúmes, mentiras e descontrole emocional?

12) Você e seu parceiro têm os mesmos posicionamentos em relação à política, religião, casamento e filhos?

13) Vocês são emocionalmente estáveis?

14) Você e seu parceiro são sexualmente compatíveis?

15) Você sacrificaria um sonho por seu parceiro e vice-versa?

O cientista explica que os casais que respondem "sim" à grande maioria das perguntas têm maior probabilidade de terem uma relação que resiste ao tempo e a obstáculos.

Mensagem de bodas de casamento

"Amar não é olhar um para o outro; é olhar juntos na mesma direção." (Antoine de Saint-Exupéry)

"Quando se ama não é preciso entender o que se passa lá fora, pois tudo passa a acontecer dentro de nós." (Paulo Coelho)

"O nosso amor vai ser assim, eu pra você e você pra mim!" (Vinicius de Moraes)

"Porque em cada pedaço de mim, sempre haverá um pedaço de você..." (Filme 'Diário de uma Paixão')

"Eu te amo muito provavelmente mais do que qualquer pessoa poderia amar outra pessoa." (Filme 'Como se Fosse a Primeira Vez')

"Viver ao seu lado é um sonho transformado em realidade!"

"Que a nossa união seja sempre a razão de nossos sorrisos."

"O nosso amor merece ser celebrado todos os dias!"

"Desde o primeiro momento que nos vimos, eu soube que estávamos destinados a ficar juntos."

"Um casamento feliz não é quando o casal perfeito se encontra, e sim quando um casal imperfeito aprende a desfrutar e aceitar suas diferenças."

"Você entrou na minha vida e agora ela se parece com o paraíso."

"Se eu tivesse a chance de escolher de novo, ainda assim escolheria você."

"Um casamento de sucesso é quando todos os dias nos apaixonamos pela mesma pessoa."

"Você é a pessoa com quem sorrio, por quem vivo, com quem sonho e quem amo."

"A melhor parte dos meus dias é poder compartilhar todos eles com você."

"Não importa onde estejamos ou o que tenhamos, desde que eu tenha você ao meu lado."

"Nossas bodas de casamento não são um lembrete de uma longa jornada, mas um lembrete dos momentos incríveis que ainda vamos viver."

Referências:

Aline Follmann, psicoterapeuta, expert em relacionamentos e especializada em Psicoterapia Cognitiva

Cecilia Melo Rosa Tavares, psicóloga da Cia. da Consulta, formada pela Unesp e mestre pela Universidad de Córdoba (Espanha)

Gary W. Lewandowski, cientista de relacionamento, professor de psicologia da Universidade de Monmouth e criador do ScienceOfRelationships.com

Pamela Magalhães, psicóloga, especialista em relacionamentos, terapeuta de casal e família, especializada em Psicodinâmica Winnicottiana