Proteja seu filho das doenças de inverno

Deixe as crianças aproveitarem o friozinho longe da gripe e outros problemas

POR LAURA TAVARES - ATUALIZADO EM 17/06/2013

Basta chegar a estação mais fria do ano para hospitais e prontos-socorros ficarem ainda mais cheios. O público mais afetado? Idosos e crianças, donos de um sistema imunológico mais frágil.

Segundo o pediatra Sylvio Renan Monteiro de Barros, da MBA Pediatria, em São Paulo, ao nascer, criança herda a imunidade da mãe e, por isso, a amamentação exclusiva até os seis meses é fundamental. Por volta dos sete meses, ela começa a desenvolver o próprio exército de anticorpos. "A partir dos quatro anos, a imunidade começa a ficar fortalecida", afirma o especialista. Mas ainda que reforçada, ela nem sempre é suficiente para barrar as principais doenças de inverno. Por isso, fique atento aos principais problemas da época e saiba como proteger seu filho.

Gripe

A gripe não é tão frequente quanto o resfriado, mas, quando aparece, costuma deixar a criança de cama. Caracterizada por febre alta, dores musculares, dor de cabeça e de garganta e tosse seca, a doença pode ser evitada com medidas simples. "Entre elas, cultivar uma dieta equilibrada, evitar contato com pessoas infectadas, lavar as mãos várias vezes ao dia, principalmente depois de sair na rua, e tomar a vacina", afirma o pediatra Jorge Huberman, do Instituto Saúde Plena, em São Paulo.

Se a criança já estiver gripada, siga as instruções de um médico para evitar que o problema evolua para outro mais grave, como a pneumonia. O especialista recomenda ainda a lavagem nasal, inalações e muito descanso.