Sete vantagens da gravidez planejada para a mãe e o bebê

Cuidado pré-gestacional pode trazer mais tranquilidade ao período

POR NATHALIE AYRES - PUBLICADO EM 09/05/2013

Todos sabem que o pré-natal é muito importante para prevenir problemas na gestação. Mas você conhece o acompanhamento pré-gestacional? É muito raro encontrar quem comece um acompanhamento médico antes mesmo de conceber a criança. Mas essa opção pode trazer diversos benefícios à gestação. "É melhor preparar o corpo antes de engravidar. A paciente deve procurar um médico e submeter-se ao exame ginecológico e depois alguns complementares para avaliar as condições de seu organismo", ensina a obstetra Claudia Ribeiro Bernardes, da Clinica André Colaneri.

Não é preciso necessariamente ir atrás de um obstetra novo, às vezes seu ginecologista pessoal também tem essa especialidade, ou pode indicar um colega de confiança. É importante aproveitar esse momento para já conhecer melhor o profissional, já que ele acompanhará o pré-natal inteiro e será o responsável pelo parto. "Este momento é de fundamental importância para que ela tire todas as suas dúvidas a respeito da gestação também", reitera Augusto Bussab, ginecologista e especialista em fertilização.

Essa é uma garantia, principalmente, de que a gravidez será bem cuidada desde o comecinho. "Dependendo da atenção que ela tiver à menstruação, ela pode descobrir que está grávida com até 3 meses", contabiliza Newton Busso, membro da Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Nesse meio tempo, várias estruturas da criança já estarão em processo de formação, e o acompanhamento garante que nada dê errado. Ainda não está convencida? Separamos uma lista de vantagens de se ter um acompanhamento pré-gestacional.

Checar a fertilidade do casal

Entre os exames ginecológicos que o médico pede, está a análise de fatores que possam gerar dificuldades de ter um bebê, como menstruação irregular ou histórico de doença infecciosa e de cirurgias para endometriose. E o homem também participa! "Acredito que seja importante o homem verificar a qualidade e quantidade de espermatozoides por meio de um espermograma", ressalta o médico Newton Busso. Assim, pode-se detectar algum obstáculo para a concepção e já tentar saná-lo desde o início.

Mesmo que não exista um problema, o médico pode orientar o casal sobre o ciclo menstrual e como verificar o período da fertilidade. "Explicamos sobre período ovulatório, como observar o muco cervical, a temperatura corporal, tudo isso detalhadamente, em cada caso em particular", explica a obstetra Cláudia Bernardes.