Bombinha de tirar leite: quais são os tipos e como escolher?

Elas ajudam a manter o aleitamento quando a mãe volta ao trabalho ou precisa se ausentar por um período maior que o intervalo entre as mamadas

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 28/11/2019

Durante o período de amamentação, as bombinhas de tirar leite são os melhores auxiliares artificiais das mulheres. E não apenas para ter leite estocado para dar ao bebê na ausência da mãe ou durante um passeio: elas podem resolver problemas como o empedramento do leite nas mamas, a baixa produção de leite e a amamentação com leite materno para bebês internados.

PUBLICIDADE

Além disso, as bombinhas ajudam a proporcionar conforto na pega no dia a dia. Em algumas ocasiões, a mama está muito cheia e dura, o que pode fazer o bebê "escorregar" no início das mamadas, gerando irritação por parte do pequeno e ansiedade na mãe. A situação, que prejudica a produção de leite, é evitada com a retirada de um pouquinho de leite antes de levar o filho ou a filha ao peito.

Tipos de bombinhas de tirar leite e como funcionam

Existem dois tipos de bombinhas de tirar leite:

Manuais

As bombinhas manuais de tirar leite são manuseadas pela própria mulher, que faz a extração apertando a válvula no ritmo que desejar - pode inclusive tentar simular o estilo de mamadas do bebê.

São ótimas para uso eventual e para levar em passeios rápidos, já que são leves, práticas e cabem bolsinhas que ocupam pouco espaço.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Elétricas

As bombinhas elétricas de tirar leite fazem todo o trabalho de extração e poupam o esforço manual da mulher. Basta colocar o acoplador na mama, escolher a intensidade de sucção, ligar a máquina e deixar o processo acontecer automaticamente, com pressão contínua. Se usadas com sutiã adaptado, a mãe ainda tem a vantagem de ficar com as mãos livres.

Existe a opção de ordenha dupla e é um tipo de bombinha muito prática para mães de gêmeos. Ideais para usar em casa ou no trabalho, na volta da licença-maternidade, quando a empresa tem um espaço adequado para as ordenhas das funcionárias lactantes.

Qual tipo de bombinha de tirar leite é melhor e como escolher?

A escolha do tipo de bombinha de tirar leite é muito pessoal. Algumas mulheres se dão melhor com as manuais, por terem mais controle sobre o ritmo e a força da retirada do leite, enquanto outras acabam preferindo as elétricas, que dão muito menos trabalho.

Um fator importante a levar em consideração ao comprar ou alugar uma dessas bombinhas é o tamanho do acoplador, que varia de mama para mama e é decisivo para uma boa extração. Há marcas que já incluem acopladores de diversos tamanhos em suas bombinhas de tirar leite, enquanto outras trazer apenas um tamanho "padrão" e oferecem esses acessórios em outros tamanhos para serem comprados separadamente.

Cuidados e dicas para tirar o leite com bombinhas manuais ou elétricas

Independentemente do tipo de bombinha escolhido, são necessários alguns cuidados nos momentos de extração do leite:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)
  • As mamas devem ser lavadas com água e sabão neutro: Sempre imediatamente antes do uso da bombinha.
  • A bombinha e seus acopladores devem estar limpos: A limpeza deve ter sido feita ao término do uso anterior com água e detergente neutro.
  • Esponjas e buchas de limpeza exclusivos: Os acessórios de limpeza usados para a bombinha e seus acopladores devem ser exclusivos para esse fim e não devem ser usados para lavar a louça da casa, por exemplo.
  • A bombinha e seus acopladores precisam ser esterilizados diariamente: Isso é feito em água fervente por cinco minutos ou em esterilizadores caseiros por quanto tempo o fabricante indicar no manual, sempre antes do primeiro uso da manhã.
  • Mãos devem ser lavadas e cabelos, presos: Para não haver risco de contaminação do leite. Se a mulher estiver doente, é bom usar uma máscara sobre a boca e o nariz.
  • Manter horários fixos para a extração: Isso ajuda o organismo a se ajustar para o que entende como momentos de demanda ?do bebê? e a produzir mais leite sempre nesses horários.
  • Ter à mão uma roupinha ou foto do bebê: E assim estimular a produção de ocitocina, o hormônio que atua diretamente na produção do leite e é acionado pelo cérebro quando há sensações de carinho e prazer pela mãe.
  • Não ficar olhando o tempo todo o volume de leite já extraído: A ansiedade gerada por esse hábito pode prejudicar e até diminuir a produção do leite.

Fontes consultadas: Gabriela Nascimento Marques (pediatra da Cia. da Consulta) e Loretta Campos (pediatra e consultora internacional em aleitamento materno pelo IBCLC - sigla em inglês para o Conselho Internacional de Avaliação de Consultores em Lactação)