Marcos Caruso fala sobre condição do neto: "Nasceu um tanto diferente"

O ator contou em postagem nas redes sociais que o menino serviu de inspiração para criação da peça de teatro "O Menino Que Não Sabia Chorar".

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 14/12/2017

Marcos Caruso fala sobre condição do neto - foto: Divulgação/Instagram
Marcos Caruso fala sobre condição do neto

O ator Marcos Caruso fez um relato emocionante nesta quarta-feira (13), no qual fala um pouco sobre o seu neto, Beto, 5 anos, que nasceu com uma fissura labial. Devido a condição, o menino nasceu sem o céu da boca, com uma fenda que ligava o nariz à boca e sem o canal lacrimal direito. A fissura labial atinge um em cada 550 bebês no Brasil.

PUBLICIDADE

Desde pequeno, Bento precisou passar por diversas cirurgias para corrigir o problema. No post publicado no Instagram, Marcus conta que o garotinho servir de inspiração para criação da peça de teatro "O Menino Que Não Sabia Chorar", dirigida por Paula Autran. Além disso, afirmou que a produção deve ser transformada em livro e levada aos hospitais públicos.

"O menino que não sabia chorar existe de verdade. É meu neto. A mãe dele, Luiza Pannuzio, assim que ele nasceu, passou a desenhar e também a escrever para ele ler quando crescer. Isso porque Bento, meu neto, nasceu um tanto diferente das outras crianças. Sem o canal lacrimal direito, com uma fenda no rosto e faltando o céu da boca. Desde que nasceu, já fez três cirurgias e tantos outros inúmeros procedimentos e acho que esta foi a forma da mãe dele viver está nossa história. Ela precisou escrever e desenhar", conta.

Caruso aproveitou o momento para contar também que após o nascimento do neto, sua nora criou a ONG As Fissuradas, uma rede de apoio para mães cujos filhos nasceram com fissura labiopalatina e outras imperfeições da face. Para a realização da peça, eles criaram um campanha de arrecadação de fundos em uma plataforma de financiamento coletivo em curso.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

"Fato é que veio a Paula Autran e, desse material todo, escreveu uma peça e agora estamos na reta final do Catarse para fazer um livro da peça e levá-la para se apresentar em hospitais públicos de todo o País. A meta está clara lá no site e estamos longe de conquistar o valor desejado. Mas, como faremos o projeto, seja lá como for, peço a você que faça sua doação, escolha sua contrapartida e apresente este projeto aos conhecidos teus. Compartilhe dele, fale sobre ele. E acredite, nós queremos mudar o mundo e contamos com você. Precisamos de você", finalizou o ator.