Voz da mãe é melhor que alarme de incêndio para acordar as crianças, diz ciência

Crianças conseguem acordar e sair de casa com maior facilidade em casos de incêndio se ouvirem a voz da mãe

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 25/10/2018

A voz de nossas mães é capaz de trazer conforto em diversas ocasiões. Para as crianças, a companhia delas se torna ainda mais essencial. Pensando nisso, pesquisadores do Nationwide Hospital nos Estados Unidos investigaram e descobriram que as crianças tendem a acordar mais facilmente com o som da voz de suas mães do que com um alarme de incêndio.

PUBLICIDADE

O estudo envolveu 176 crianças com idades entre cinco e doze anos de idade. Para analisar com quais dos sons os pequenos iriam acordar mais facilmente, os participantes foram colocados no Centro de pesquisa do Sono, em Ohio.

Então, os cientistas programaram três alarmes para acordar as crianças: Um deles tinha o som de um detector de fumaça, o segundo tinha a voz da mãe e o último apresentava um toque comum a qualquer celular.

Resultados

As crianças que ouviram o alarme que continha a voz da mãe tinham o triplo de facilidade para acordar do que quem escutava os outros despertadores.

Como estimular a audição de seu filho

Para que seu filho tenha ainda mais facilidade para identificar sua voz, o pediatra e neonatologista Carlos Alberto Landi dá algumas dicas para estimular a audição dos pequenos. Veja a seguir:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

0 a 6 meses

Converse e cante para ele na hora de trocar a fralda, dar banho ou mesmo quando o baixinho estiver chorando. A voz da mãe tem efeito calmante. Ofereça brinquedos sonoros como chocalhos.

6 meses a 1 ano

Ele já escuta com atenção os sons e procura pelos ruídos que estão fora do seu campo de visão. Ele também demonstra prazer em emitir os primeiros balbucios. Por isso, repita os sons que ele fizer e aguarde a resposta. Assim, de forma lúdica, pais e filhos travam um diálogo. Exponha seu bebê a músicas suaves, de preferência, as que ele ouviu na gestação.

1 a 2 anos

O bebê já demonstra reação ao nome dele e a algumas palavras como "não" e "tchau". Procure apresentar a ele os objetos com seus respectivos nomes, depois coloque vários brinquedos juntos e peça que ele entregue a você aquele que determinar. Por exemplo: "Me dê a bola... o boneco... o carro...o cubo..."

2 a 3 anos

Inscreva-o em um curso de musicalização para crianças dessa faixa etária. Essa é uma ótima oportunidade para ele desenvolver a audição. Além disso, leia contos e histórias infantis antes de colocá-lo na cama.