Cresce o número de bebês levados à amamentação após o parto

De acordo com especialistas, a chamada "hora de ouro" traz benefícios para as mães e os bebês

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 18/10/2019

Uma pesquisa realizada pelo site BabyCenter mostrou um aumento significativo no número de mães que amamentam seus bebês logo após o parto. Entre as 3.500 mulheres entrevistadas em 2018, 56% afirmaram que tiveram contato pele a pele com seus filhos assim que deram à luz.

PUBLICIDADE

A mesma pesquisa apontou que, em 2012, apenas 44,5% das mulheres puderam amamentar no momento do nascimento. O crescimento desse número ocorreu tanto no setor privado quanto no SUS, considerando também todos os tipos de parto.

Ao serem questionadas sobre quem mais as ajudou durante a primeira semana de amamentação, as entrevistadas apresentaram respostas que variaram em seis diferentes opções:

  • A equipe de enfermagem no hospital: 35%
  • Minha mãe (avó do bebê): 15%
  • Internet/mídias sociais: 10%
  • Um/a amigo/a ou parente: 7%
  • Um profissional do banco de leite: 6%
  • Ninguém: 13% (considerando apenas pacientes do SUS, a proporção foi de 19%).

Em 2012, o número de mulheres que responderam que não tiveram a ajuda de ninguém durante a amamentação foi de 7%, o que demonstra um aumento de 6% em 2018.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

O que é a hora de ouro

A hora de ouro, também chamada de golden hour, é a primeira hora de vida do bebê em contato pele a pele com a mãe. De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), é necessário que se evite qualquer procedimento na criança (lavá-lo, pesá-lo ou vesti-lo) até que ele mame durante a primeira hora após o nascimento.

"O aleitamento materno na primeira hora não só contribui para salvar a vida de muitos bebês, mas também ajuda a mulher a ter leite mais rapidamente e auxilia nas contrações uterinas, diminuindo o risco de hemorragia pós-parto", conta o médico ginecologista e obstetra Cláudio Basbaum.

Ainda de acordo com o médico, a amamentação não só traz benefícios para os bebês, como também é muito positiva para as mães. "Além de garantir proteção ao bebê, o ato de amamentar propicia à mãe menor chance de desenvolver anemia, câncer de mama e de ovário, diabetes e depressão pós-parto", explica o especialista.

Entenda mais sobre amamentação

Conheça 10 benefícios da amamentação

Confira 10 dicas para dar leite materno ao prematuro

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Saiba como amamentar logo após uma cesariana