O que fazer se você tem um bebê e está com coronavírus

Entenda se é permitido amamentar e quais as recomendações no caso de estar infectada ou com suspeita

POR PATRICIA BELONI - PUBLICADO EM 16/03/2020

Ainda não há ainda comprovação de transmissão vertical do novo coronavírus (COVID-19) durante a gestação, nem no período neonatal, através da amamentação. Entretanto, também não há consenso entre o especialistas.

PUBLICIDADE

De acordo com o único estudo sobre o tema, a presença do vírus não foi identificada no líquido amniótico, nem no sangue do cordão umbilical, no leite materno e em swab (haste flexível com algodão) da orofaringe do recém-nascido em 6 dos 9 pacientes que foram verificados.

Bebê com coronavírus: posso amamentar?

Mesmo assim, médicos chineses não descartam a possibilidade de transmissão. Por isso, contraindicam a amamentação mesmo em caso apenas suspeitos, conforme boletim publicado pela Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia). Principalmente, porque ele pode ser excretado durante o período de incubação da doença (cerca de 14 dias).

No entanto, a entidade brasileira orienta que, se não houver vírus no leite das mães suspeitas ou diagnosticadas, os bebês podem ser amamentados.

Além disso, outras duas revisões sobre o assunto, uma do Centers for Disease Control and Prevention (CDC) norte-americano e outra do Royal College of Obstetricians and Gynaecologists (RCOG), de Londres, enfatizam que uma vez que a mãe seja esclarecida e esteja de acordo, o aleitamento materno pode e deve ser feito.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Isso porque, pelos conhecimentos atuais, os benefícios da amamentação superam quaisquer riscos potenciais de transmissão do vírus através do leite materno.

Assim, as mulheres portadoras do COVID-19 que desejam amamentar, devem ser estimuladas a fazê-lo e tomar as seguintes precauções para evitar a disseminação viral para o recém-nascido:

  • Uso de máscara pela lactante
  • Lavagem de mãos antes das mamadas (antes de tocar o bebê, a bomba extratora de leite ou a mamadeira)
  • Seguir rigorosamente as recomendações para limpeza das ordenhadeiras após cada uso
  • Considerar a possibilidade de solicitar a ajuda de alguém que esteja saudável para oferecer o leite materno ordenhado ao bebê.

Coronavírus em bebês

Como o corpo dos bebês pode reagir ao coronavírus

Caso corona: bebê se cura sozinha do novo coronavírus

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)