Tendinite no ombro: cuidados necessários após o tratamento

Lesão gera dor e pede atenção ao realizar atividades da rotina

ARTIGO DE ESPECIALISTA - ATUALIZADO EM 18/08/2016

Evaldo D. Bosio Filho
Fisioterapia - CREFITO 102898F/SP
especialista minha vida

A tendinite é a inflamação de algum tendão, uma estrutura fibrosa que recebe pouco sangue e que tem como principal função transmitir a força gerada pelos músculos aos ossos, determinando os movimentos do nosso corpo. O problema se manifesta através de dores próximas às articulações que podem aparecer após exercícios, movimentos repetidos ou carregar peso (bolsas, compras de supermercado, malas, entre outros).

PUBLICIDADE

A tendinite de ombro apresenta-se com dores pontuais, que podem se espalhar para o braço até o cotovelo. Também pode haver aumento de temperatura local e presença de vermelhidão na pele.

O diagnóstico é realizado através das queixas do paciente, avaliação de movimentos e força muscular, além de exames de imagem como ultrassom e ressonância magnética.

O tratamento é clínico, após o diagnóstico é indicado repouso e fisioterapia analgésica para controle da dor e do processo inflamatório. Em seguida é realizada fisioterapia motora para alongamento e fortalecimento muscular de todos os músculos e tendões da região que envolve o ombro e cotovelo.

Em casa

Após a alta da fisioterapia o paciente vai receber orientações individualizadas de exercícios que podem ser feitos em casa. A prática visa manter a amplitude dos movimentos articulares e o fortalecimento muscular conquistados. São exercícios de alongamento, movimentação da articulação e de força.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Também devem ser dadas orientações para evitar movimentos e gestos repetitivos e não sobrecarregar apenas um lado do corpo, dividindo assim o peso de bolsas, mochilas e compras. Evite também movimentos que provoquem dor.

Caso você já tenha o diagnóstico de tendinite de ombro, mas ainda não começou o seu tratamento de fisioterapia, o gelo pode ser um bom alívio para a dor. Use uma bolsa de gelo sobre o local da dor por no máximo 20 minutos, repita isso de 2 a 3 vezes por dia com intervalos de 2 a 4 horas entre uma aplicação e outra. Mas lembre-se, o gelo é paliativo e não medida curativa ou forma de tratamento, para isso procure seu médico e seu fisioterapeuta.