Lesões nos joelhos são frequentes no futebol: conheça o tratamento

Conheça ainda os cuidados essenciais para retomar às atividades físicas

ARTIGO DE ESPECIALISTA - ATUALIZADO EM 13/04/2018

Ricardo Nahas
Medicina Esportiva
especialista minha vida

Articulação responsável pelos dribles, pelas mudanças de direção, o joelho é alvo frequente das mais diversas lesões, agudas, por trauma direto ou indireto, mas instantâneos e de maior energia, e crônicos, por traumas de menor intensidade, mas maior frequência. Há quem diga ser esta articulação aquela que mais frequente tem lesões traumáticas nos esportes.

PUBLICIDADE

Lesão do ligamento cruzado anterior

Dentro da extensa variedade de lesões, uma chama a atenção pela frequência com que ocorre, principalmente no futebol com toda exposição de mídia, e por levar a longos períodos de tratamento e recuperação: a lesão do ligamento cruzado anterior.

Essa ocorrência atinge cada vez mais os jovens, que passaram a competir cedo e intensamente, leva a instabilidade do joelho muitas vezes incompatível com a prática esportiva, do futebol, basquete e vôlei, por exemplo, e expõe a articulação a outros danos, como a lesão de meniscos e cartilagem.

Tratamento

Seu tratamento preferencial é o cirúrgico, embora o conservador, não cirúrgico, tenha espaço. Principalmente para os mais velhos e não tão ativos que aceitem mudar para uma atividade física compatível com sua condição atual.

Operado, o paciente passa por período de "cicatrização" e recuperação por algo em torno de 6 a 8 meses. Além da integração do novo "ligamento" ao osso, o tecido implantado deve aprender sua nova função antes de ser colocado à prova, trabalho desempenhado por fisioterapeuta especializado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Recuperação

Por fim, e não menos importante, antes do retorno ao esporte, promove-se o correto balanço e recuperação muscular, repetindo em treino as condições do esporte. Estes momentos que precedem os retorno à competição também exigem acompanhamento profissional especializado.

Os cuidados não terminam por aí. Jamais devemos esquecer a genética e a história de vida de cada um. O rompimento de ligamentos ocorre por uma conjunção de fatores, como dieta apropriada ou não, histórico esportivo, traumas anteriores e individualidades de sexo, idade, entre outras, o que torna a recidiva das lesões, e mesmo sua ocorrência no outro joelho, possível. Daí o valor do trabalho preventivo para todos.

Os traumas que originam as lesões de ligamentos são em sua maioria de ocorrência indireta nas atividades físicas e esportivas, ou seja, consequência a entorses e torções. O comprometimento articular dependente da intensidade, duração e direção da força transmitida.

Essa complexidade torna o exame clínico inicial fundamental para o correto diagnóstico e planejamento do tratamento, cirúrgico ou não. Embora mais frequente, a lesão do ligamento cruzado anterior pode fazer-se acompanhar por outras, como dos ligamentos colaterais e do cruzado posterior, ou mesmo não existir. Esses outros estabilizadores podem ser lesados independentemente e são tratadas de maneira diferente e apropriada para cada caso, cada ocorrência.

Prevenção

Como em toda tragédia, o melhor é prevenir. E aqui não é diferente. O trabalho preventivo é fundamental, pois nunca conseguimos o 100% da cura desejada, das condições de antes da lesão. Cicatrizes, maiores ou menores, sempre restarão.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Essa prevenção inicia-se por avaliações médico-desportiva periódicas, exame clínico apurado com ou sem exames complementares e pela compatibilidade da idade do candidato com o início de treinos e prática competitiva. Ela também passa pelo material e campo de treino e jogos adequados, e termina em uma boa educação física, na qual o praticante aprende que exercícios individuais, de fortalecimento, flexibilidade, resistência, coordenação e equilíbrio, são tão importantes quanto os técnicos que ensinam a chutar, saltar, arremessar, entre tantos. Cuide bem dos seus joelhos para ter longa vida nos esportes.