Exercícios fora da academia: 74% das pessoas buscam novas maneiras de treinar

Para grande parte dos brasileiros sedentários, adaptar exercícios aos próprios horários é um fator decisivo para ter uma vida mais saudável

POR TATIANE GONSALES - PUBLICADO EM 08/02/2019

Por muito tempo a academia foi o grande reduto das atividades físicas. Entretanto, hoje as formas de se exercitar se ampliaram muito - ainda bem - e tem opção para todo gosto (e bolso). Por isso, muitos brasileiros estão apostando nos exercícios físicos em casa ou ao ar livre, contando com toda a liberdade de treinar quando e onde desejarem.

PUBLICIDADE

Porém, muita gente ainda não conhece ou não explorou essas alternativas à academia. De acordo com uma pesquisa feita com 2.050 pessoas, desenvolvida pelo aplicativo de treinos Freeletics, para 74% das pessoas que ainda não se exercitam frequentemente, ter mais flexibilidade para encaixar a atividade física na rotina seria um fator que as ajudariam a buscar um estilo de vida mais saudável.

Joelma Marino (primeira à esquerda) e amigos durante pedaladas na cidade de Bauru - Foto: Acervo pessoal/Joelma Marino
Joelma Marino (primeira à esquerda) e amigos durante pedaladas na cidade de Bauru

O estudo revelou ainda que a possibilidade de treinar em qualquer lugar motivaria 36% dos entrevistados a praticar exercícios com mais frequência. A pesquisa foi realizada entre outubro e novembro de 2018, com pessoas sedentárias ou que se exercitam até no máximo duas vezes por semana. Abaixo, veja algumas formas de se exercitar, além da academia:

Liberdade e flexibilidade na rotina

A jornalista Joelma Marino, 43, foi adepta da academia por anos, onde fazia natação, zumba, aulas de step e exercícios localizados. "Mas me sentia um pouco presa, confinada na academia", conta. Os aparelhos e salas deram lugar às ruas de Bauru, por onde pedala até o trabalho desde 2000. "É o exercício que mais gosto pela sensação de liberdade".

Para ter uma maior flexibilidade em sua rotina, Penelope Pereda, 23, começou a frequentar a academia do prédio onde mora.. A publicitária, hoje, vê a economia de tempo como um grande benefício: "Você não gasta todo o tempo de ir e vir da academia, revezar aparelho, esperar aula começar. Isso tem muito a ver com a questão do horário, de você poder fazer a hora que quiser", afirma Penelope, que faz treinos funcionais quatro vezes na semana com um aplicativo de exercícios.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Disciplina para treinar em casa

Um dos principais desafios ao praticar exercícios em casa é manter a disciplina. Ao estar no próprio lar, é necessário se desconectar de distrações, como televisão, telefones e campainhas, e não desistir. Para Penelope, criar uma rotina de exercícios é importante para que ela não se sinta desmotivada nos treinos por não ter companhia ou não ter alguém olhando e apoiando seus movimentos.

Além de realizar Tai Chi Chuan em casa, César adere à prática em áreas a céu aberto - Foto: Acervo pessoal/César Martin
Além de realizar Tai Chi Chuan em casa, César adere à prática em áreas a céu aberto

Uma dica é começar a implementar os exercícios aos poucos em seu dia a dia. Foi o caso do assessor de comunicação César Martín, 37. Quando sua primeira filha nasceu, ele passou a se sentir mais exausto no final do dia por ter de carregá-la nos braços e fazer outras tarefas. Então, aderiu à prática do Tai Chi Chuan em casa e foi incorporando outros exercícios para braços, pernas e abdômen.

César também frequentou academias quando mais novo, especialmente para perder peso. Contudo, ele se sente mais à vontade treinando em seu próprio espaço. "Prefiro em casa. Se olharmos direito e com a vontade real de se exercitar, acharemos um canto em casa que nos permita treinar", comenta.

Cuidados antes de começar a se exercitar em casa

O educador físico Newton Nunes recomenda que, antes de começar os treinos em casa, seja feito o teste ergométrico em laboratórios clínicos. Caso esteja tudo dentre os conformes no exame, é possível já iniciar atividades físicas sem precisar de aparelhos. Abdominais, flexões, polichinelos, treino de braços e agachamentos são muito bem-vindos nesta fase. Nunes recomenda que os exercícios tenham duração total de 30 minutos e sejam regulares, com no mínimo três sessões por semana.

Treino em casa: 3 exercícios com garrafas plásticas para bíceps e tríceps

Para te ajudar, confira 3 exercícios com garrafas plásticas para bíceps e tríceps, recomendados pelo educador físico Givanildo Matias.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Já Antonio Alexandre Faria, coordenador de do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital San Paolo, dá dicas para quem quer aderir a programas e aplicativos para exercícios em casa. Primeiramente, é preciso considerar suas características próprias: condição física atual, se já praticou atividades físicas anteriormente, se está iniciando? Por isso, reforça a importância de uma avaliação física para liberação médica antes de iniciar os treinos.

Ainda, Faria ressalta que é preciso checar os sinais do corpo em relação à intensidade das práticas físicas, pois a intensidade descrita nas séries de exercícios em aplicativos, por exemplo, é bastante subjetiva. O médico comenta que "alta intensidade para um sedentário pode ser subir um lance de escadas caminhando; já para uma pessoa treinada, provavelmente será correndo".

Treino ao ar livre

A educadora física Priscila Oliveira, professora da Cia Athletica Morumbi Shopping, ensina 5 exercicios para fazer ao ar livre - e sem equipamentos:

  • #1 Agachamento: 3 séries de 15 repetições cada
  • #2 Flexão de braço: 3 séries de 12 a 15 repetições cada
  • #3 Abdominal: 4 séries de 15 repetições cada
  • #4 Passada: 3 séries de 20 repetições cada (dez passos cada perna)
  • #5 Burpee: 3 séries de 10 a 15 repetições, dependendo da sua resistência

Veja detalhes de como fazer cada uma dessas séries aqui.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Além de fortalecer o corpo e ter a liberdade para encaixar os treinos em sua rotina, treinar em espaços abertos também pode promover maior interação. Encantada pelos grupos de ciclismo que participa, Joelma declara que fez novas amizades e que o treino se torna muito mais solidário. "É uma delícia pedalar em turma! Pedalamos todos os domingos. Uma verdadeira terapia coletiva. Interagimos muito. É renovador. Ficamos grandes amigas!".