Quem tem hipotireoidismo pode fazer exercício? Médica revela

Endocrinologista explica o que a atividade física faz no corpo de quem tem hipotireoidismo

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 28/11/2019

Dra. Carla Tamanini Ferrari
Endocrinologia e Metabologia - CRM 171483/SP
especialista minha vida
Médica revela se quem tem hipotireoidismo pode fazer exercício - Créditos:  Burdun Iliya/ LMproduction/Shutterstock
Médica revela se quem tem hipotireoidismo pode fazer exercício - Créditos: Burdun Iliya/ LMproduction/Shutterstock

O hipotireoidismo é a síndrome clínica decorrente de redução da concentração ou da ação dos hormônios tireoidianos em nosso corpo. Essa falta resulta em queda do metabolismo e prejuízo das atividades biológicas que dependem do estímulo deles para acontecerem. Pode ocasionar diversos sintomas, como queda de cabelo, fadiga, ganho de peso, inchaço, prisão de ventre e até depressão. Mas a condição impede a prática de exercícios?

PUBLICIDADE

Hipotireoidismo e exercícios

Viver com hipotireoidismo pode às vezes parecer um ciclo vicioso: a condição pode causar sintomas como fadiga, dores nas articulações e ganho de peso. O próprio ganho de peso pode levar a dores nas articulações e fadiga. E esses sintomas podem tornar o exercício uma tarefa árdua.

Mas deixo claro que o mais importante no seguimento do paciente com hipotireoidismo é o tratamento com a reposição do hormônio tireoidiano (levotiroxina), que irá manter o nível adequado do hormônio circulante, fazendo com que o paciente não apresente tais sintomas ou reduzindo-os de maneira importante.

Por isso, como ele pode ajudar a gerenciar os sintomas - incluindo fadiga, ganho de peso e rigidez articular - a prática de exercício regular desempenha um papel vital no plano de gerenciamento de hipotireoidismo. Portanto, quem tem hipotireoidismo pode sim fazer atividade física, desde que seja orientado por um médico.

Exercícios para quem tem hipotireoidismo

Sabe-se que não existe um regime de atividade física perfeito para todos, mas a prática de exercícios regular - mesmo nos níveis mais moderados - é importante para quem tem hipotireoidismo. O exercício regular não apenas ajuda no gerenciamento dos sintomas, mas também pode aumentar o metabolismo.


Todos os tipos de atividade física irão exercer o mesmo benefício no paciente com o hipotireoidismo. Entre eles, a melhora da disposição, perda ou manutenção do peso, melhora do humor, sono e aumento do metabolismo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Não há uma atividade física melhor ou pior. Recomenda-se exercícios cardiovasculares de baixo impacto, como ciclismo, treinamento elíptico, natação e caminhada. À medida que você aumenta seu nível de condicionamento físico, converse com seu médico sobre como passar para exercícios cardio mais intensos - como corrida -, se desejado.

Riscos e contraindicações

Pacientes com hipotireoidismo sem tratamento apresentam um risco maior de apresentar rabdomiólise (quebra de fibras musculares). Então, em primeiro lugar, normalize seus níveis hormonais com a reposição adequada de levotiroxina e tenha auxílio de um profissional. Não há exercícios proibidos.

Quem tem nódulo pode malhar?

Não há nenhuma contraindicação ou restrição a prática de atividade física nos pacientes com nódulos tireoidianos. O que deve ser avaliado pelo profissional de saúde (de preferência um endocrinologista) é a função hormonal tireoidiana normalizada.

Outro ponto importante na avaliação dos pacientes é o tamanho dos nódulos e da própria glândula tireóide. Em alguns raros casos, o nódulo ou a tireóide (bócio) pode ser grande o suficiente para causar sintomas de compressão de estruturas vizinhas, como a traqueia e causar sintomas de falta de ar durante a prática de atividade física.

Como ganhar massa muscular

Para ganhar massa, quem tem hipotireoidismo precisa aliar um regime de dieta balanceada (com boas proteínas) e um plano de exercícios físicos voltados ao ganho de massa magra ( por ex. musculação).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Também é importante realizar uma quantidade de horas adequadas e sempre manter os níveis hormonais tireoidianos dentro do valor de referência, por meio da reposição com a levotiroxina T4, e não ingerir bebidas alcoólicas ou ser tabagista.

Tratamento do hipotireoidismo

5 dicas para controlar o peso quando se tem hipotireoidismo

Alimentos para a tireoide: veja que ajuda no funcionamento da glândula

Emagrecer após regular hipotireoidismo: Kelly Key perdeu 8 kg em um mês