Demência em mulheres: exercícios reduzem em até 88% o risco

Estudo foi feito com 191 mulheres de meia-idade ao longo de 44 anos na Suécia

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 28/03/2018

Já sabemos que a lista de benefícios proporcionados pela prática de exercícios físicos é extensa. Porém, um novo estudo realizado pela Universidade de Guthenburg, na Suécia, concluiu que mulheres com um bom condicionamento físico são 88% menos propensas a serem diagnosticadas com demência no futuro.

PUBLICIDADE

Foram analisadas 191 mulheres com cerca de 50 anos, que passaram por testes de capacidade cardiovascular, sendo que 40 delas tinham ótimo condicionamento físico, 92 tinham condicionamento moderado e 59 estavam com baixos níveis de condicionamento.

As voluntárias foram acompanhadas por até 44 anos pelos pesquisadores (sim, se exercitar também ajuda a viver muito). Na análise, foi constatado que apenas 5% das mulheres avaliadas com bom condicionamento físico desenvolveram demência. Já para as mulheres com condicionamento moderado, esse número foi cinco vezes maior (25%) e, no grupo com baixa condição física, esse índice foi de 32%.

Além disso, as mulheres do grupo que possuíam bom desempenho físico e que foram diagnosticadas com a doença, desenvolveram a doença mais tarde do que os outros dois grupos e em condições menos agressivas.

A demência é uma condição que promove a perda da função cerebral. É um conjunto de sintomas que afeta diretamente a qualidade de vida da pessoa, levando a problemas cognitivos, de memória, raciocínio e afetando também a linguagem, o comportamento e podendo até alterar a personalidade. Ela pode ser dividida em dois grupos: reversível e irreversível ou degenerativa. Entenda quais são os tipos de demência e suas possíveis causas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)