Como o amor afeta seu desempenho em exercícios físicos

Estar apaixonado pode melhorar não só seu relacionamento, mas também sua vontade de se exercitar

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 12/06/2019

Diversos estudos comprovam os benefícios da atividade física na saúde física e mental. Porém, poucas pessoas sabem como o amor pode atrapalhar ou melhorar a performance em esportes e exercícios.

PUBLICIDADE

Leanne Edermaniger, especialista em biomedicina e colunista do Freeletics (aplicativo de exercícios), revela como as emoções afetam os treinos.

A paixão nos torna mais ativos

O biomédico diz que quando nos apaixonamos ou mesmo flertamos é normal que nos preocupemos ainda mais com nossa aparência e queiramos nos sentir bem com o próprio corpo. Mesmo que não seja algo que ocorra sempre, ele explica que conhecer alguém novo ou começar um novo relacionamento faz com que algumas pessoas comecem de fato a se exercitarem.

Testosterona aumenta apetite sexual e desempenho na academia

Leanne ressalta que a testosterona é fundamental para o desenvolvimento do corpo, dos órgãos genitais e, para a surpresa de muitos, também é essencial para melhores adaptações a exercícios de resistência. Manter níveis normais e até altos de testosterona faz muito bem ao sexo e à saúde.

Esse hormônio sexual é encontrado em grande quantidade no corpo masculino geralmente - mas que também apresenta doses, mesmo que pequenas, no corpo feminino. A testosterona costuma ser ligada à masculinidade; porém, é um aliado de quem vai à academia, pois estimula a síntese de proteínas, ajudando no crescimento de massa muscular.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

O especialista informa que, nos homens, a testosterona auxilia no aumento do músculo e da força. E que os níveis da substância aumentam após treinos pesados, tanto em pessoas do sexo masculino quanto feminino.

Então, se você deseja ganhar massa muscular e ainda de quebra aumentar o desejo sexual, faça exercícios.

Adrenalina nos dá prazer e emagrece

Sabe aquela sensação de "borboletas no estômago" quando a gente se apaixona? Ou mesmo o coração acelerado e mãos suadas quando está perto de quem gosta? Tudo isso é causado pela adrenalina.

Leanne Edermaniger afirma que, quando nos apaixonamos, nosso corpo é inundado por compostos químicos que causam prazer e fazem nossos corações acelerarem, suarmos e ficarmos com as bochechas rosadas. Assim se manifesta a adrenalina, um hormônio que é liberado em situações que nos geram algum tipo de "estresse".

Mas não pense que a adrenalina é negativa, não. Mesmo com os sintomas citados e por aparecer em situações de "estresse", ela é responsável por aumentar o rendimento cardíaco, o que faz com que mais oxigênio seja distribuído. Isso causa bem-estar e permite com que o corpo reaja de forma mais eficaz a diferentes demandas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Além disso, Leanne ressalta que diversos estudos já demonstram que altos níveis de adrenalina aceleram o metabolismo de carboidratos, auxiliando no emagrecimento.

Atletas performam melhor quando apaixonados

O amor pode, sim, trazer uma melhor performance em exercícios físicos. É o que revela também uma análise feita pela Universidade Loyola de Chicago (EUA).

A pesquisa aponta que atletas acreditam que o desempenho esportivo é melhor quanto estão apaixonados, tendo melhores resultados e sucesso durante o progresso.

Pesquisadores justificam isso ao fato de que, quando atletas se apaixonam e o sistema ligado à motivação e recompensas é ativado, o desempenho pode realmente apresentar grandes melhorias.

E o "amor" verificado no estudo não necessariamente é relativo a casais ou romantismo: o companheirismo de familiares e amigos também é capaz de promover a liberação de hormônios que melhoram significativamente o desempenho em atividades físicas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)