Contraindicações e riscos de Marevan

Acesse a bula completa

Você não deve usar Marevan® nas seguintes situações: 

  • primeiras 24 horas antes ou após cirurgia ou parto;
  • gravidez, especialmente durante o primeiro trimestre, devido à possibilidade de má-formação fetal. A administração a gestantes em estágios mais avançados está associada à hemorragia fetal e aumento na taxa de aborto;
  • aborto incompleto;
  • doenças hepáticas ou renais graves;
  • hemorragias;
  • hipertensão arterial grave não controlada;
  • endocardite bacteriana (inflamação da camada mais interna do coração causada por bactérias que entraram na circulação sanguínea);
  • aneurisma cerebral ou aórtico;
  • hemofilia;
  • doença ulcerativa ativa do trato gastrointestinal;
  • feridas ulcerativas abertas;
  • hipersensibilidade (alergia) a qualquer um dos componentes da fórmula.

Gravidez 

Se administrado no primeiro trimestre da gravidez, Marevan® pode causar pontilhado ósseo no feto e anormalidades faciais e do sistema nervoso central, que também podem se desenvolver após administração no segundo e terceiro trimestres. A administração a gestante, em estágios mais avançados da gravidez, está associada à hemorragia fetal e aumento da taxa de aborto.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou que possam ficar grávidas durante o tratamento. A varfarina é reconhecidamente teratogênica.

Este texto foi extraído manualmente. Consulte sempre a bula original Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.