Reações adversas de Clozapina

Acesse a bula completa

Informe ao seu médico ou farmacêutico assim que possível se apresentar qualquer sintoma inesperado enquanto estiver tomando a clozapina, mesmo que você ache que não está relacionado com a medicação.

Alguns eventos adversos podem ser graves e precisar de atenção médica.

Muito comuns (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento):

• Batimento cardíaco rápido e irregular que persiste quando você está descansado, possivelmente acompanhado de falta de ar e inchaço das pernas e pés.

Comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento):

• Sinais de infecção como febre, calafrios graves, dor de garganta ou úlceras na boca. A clozapina pode reduzir o número de glóbulos brancos no sangue, e aumentar a susceptibilidade para infecção;

• Convulsões;

• Alto nível de um tipo específico de glóbulos brancos do sangue, aumento da contagem de glóbulos brancos do sangue;

• Perda de consciência, desmaio.

Incomuns (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento):

• Febre, câimbras musculares, flutuação da pressão arterial, desorientação, confusão.

Raras (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento):

• Queda significativa da pressão arterial;

• Dor no peito devido à inflamação do músculo cardíaco;

• Dor no peito devido à inflamação do revestimento mais externo do coração;

• Coágulo sanguíneo;

• Baixo nível de glóbulos vermelhos;

• Entrada de alimentos no pulmão;

• Sinais de infecção do trato respiratório ou pneumonia, como febre, tosse, dificuldade para respirar, chiado; 

• Dor abdominal devido à inflamação do pâncreas;

• Pele e olhos amarelos, náuseas e/ou perda de apetite, urina escura, sinal de doença do fígado, hepatite.

Muito raras (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento): 

• Hemorragia espontânea ou manchas escuras na pele, possíveis sinais de nível baixo de plaquetas (trombocitopenia);

• Altos níveis de plaquetas no sangue;

• Dificuldade de orientação/confusão, náuseas/vômitos, micção excessiva, dor abdominal com açúcar elevado no sangue;

• Dor no peito, batimentos cardíacos irregulares e insuficiência cardíaca;

• Respiração curta e superficial;

• Mal estar, vômitos com constipação grave/prolongada;

• Pele amarela devido à hepatite grave, dor abdominal;

• Inflamação do rim;

• Ereção prolongada;

• Morte súbita sem explicação.

Desconhecidas: essas reações também podem ocorrer, entretanto a frequência é desconhecida.

• Sudorese profusa, dor de cabeça, náuseas, vômitos e diarreia (sintomas de síndrome colinérgica);

• Ataque cardíaco que pode causar a morte;

• Dor forte no peito (sinais de fluxo insuficiente de sangue e oxigênio para o músculo cardíaco);

• Insuficiência renal;

• Doenças hepáticas, incluindo doença com aumento de gordura no fígado, morte de células do fígado, toxicidade/lesão hepática;

• Doenças do fígado que envolvem substituição de tecido hepático normal por tecido cicatricial que levam à perda da função do fígado, incluindo eventos que levam à consequências hepáticas fatais, tais como a insuficiência hepática (que pode levar à morte), lesão hepática (lesão de células do fígado, ducto biliar no fígado, ou ambos) e transplante de fígado;

• Reações alérgicas (inchaço principalmente da face, boca e garganta, assim como da língua, que pode ficar coçando ou dolorida).

Se você apresentar qualquer uma dessas reações, informe ao seu médico imediatamente.

Algumas reações adversas são muito comuns (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento):

• Sonolência;

• Tonturas;

• Constipação, informe ao seu médico se a constipação piorar;

• Aumento da produção de saliva.

Algumas reações adversas são comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento):

• Aumento de peso;

• Fala arrastada;

• Movimentos anormais, incapacidade de iniciar o movimento, incapacidade de permanecer imóvel, sentimento interior de inquietação, membros rígidos, mãos trêmulas;

• Agitação/tremor;

• Rigidez muscular;

• Dor de cabeça;

• Visão turva, dificuldade para ler;

• Alterações no eletrocardiograma;

• Tontura ao levantar-se, devido à diminuição da pressão arterial;

• Pressão arterial alta;

• Náuseas, vômitos, boca seca;

• Aumento das enzimas hepáticas;

• Problemas de passagem ou retenção de urina;

• Febre;

• Cansaço.

Algumas reações adversas são incomuns (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento):

• Gagueira ao falar.

Algumas reações adversas são raras (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento):

Sede excessiva, boca seca, e eliminação de grande quantidade de urina podem ser sinais de aumento do nível de açúcar no sangue (diabetes). Se você apresentar um destes sintomas, informe seu médico imediatamente, pois a clozapina pode causar ou piorar a diabetes.

• Confusão;

• Batimento cardíaco irregular;

• Dificuldade de deglutição;

• Aumento das enzimas musculares.

Algumas reações adversas são muito raras (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento)

• Colesterol alto;

• Ácidos graxos elevados no sangue;

• Movimento involuntário sem propósito como caretas, estalar dos lábios, piscar rápido dos olhos;

• Pensamentos obsessivos e comportamentos repetitivos compulsivos;

• Inchaço das glândulas nas bochechas;

• Reações de pele.

Algumas reações adversas também podem ocorrer, entretanto a frequência é desconhecida

• Alterações no exame que mede as ondas cerebrais (eletroencefalograma/EEG);

• Diarreia;

• Desconforto no estômago, azia, desconforto no estômago após uma refeição;

• Fraqueza muscular;

• Espasmos musculares;

• Dor muscular;

• Nariz entupido;

• Enurese noturna;

• Erupção cutânea, manchas vermelho-púrpuras, febre ou coceira devido à inflamação dos vasos sanguíneos;

• Inflamação do cólon resultando em diarreia, dor abdominal, febre; 

• Alteração na coloração da pele;

• Erupção em borboleta no rosto, dor nas articulações, dor nos músculos, febre e fadiga (lúpus eritematoso);

• Súbito aumento incontrolável da pressão arterial (pseudofeocromocitoma);

• Curvatura descontrolada do corpo para um lado (pleurotótono);

• Se você é homem, distúrbio ejaculatório onde o sêmen entra na bexiga em vez de ser liberado através do pênis (orgasmo seco ou ejaculação retrógrada).

Informe ao seu médico se qualquer uma destas reações afetar você gravemente. Se apresentar qualquer reação não mencionada nesta bula, informe ao seu médico ou farmacêutico.

Este texto foi extraído manualmente. Consulte sempre a bula original Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.