Evite sete erros ao tomar suplementos alimentares

Anvisa proibiu o comércio do Oxielite Pro, mas outros suplementos podem ser usados

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 23/09/2011

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu essa semana a distribuição, o comércio e o uso do suplemento alimentar Oxielite Pro em todo o país. De acordo com o órgão, o produto possui na composição uma substância chamada dimethylamylamine (DMAA), um estimulante que aumenta o rendimento atlético e foi recentemente incluído pela Anvisa na lista de substâncias proibidas no Brasil. Essa medida impede a importação de suplementos alimentares que contenham essa substância, mesmo para consumo pessoal. Além do Oxielite Pro, o DMAA é encontrado na composição de suplementos alimentares como Jack3D e Lipo6 Black.

Apesar de serem cada vez mais indicados pelos médicos e nutricionistas, os suplementos alimentares ainda são mal vistos por muitas pessoas. "Essa falta de informação pode prejudicar a saúde de quem realmente precisa desse novo componente na dieta", explica o nutrólogo Wilson Rondó, do Minha Vida. Segundo dados de pesquisas feitas pelo IBGE, 98% da população brasileira não ingere a quantidade ideal de vitaminas por dia. Por esse motivo, suplementos alimentares fazem parte da nova pirâmide alimentar chamada Healthy Eating Pyramid, desenvolvida recentemente por cientistas da Universidade de Harvard (EUA). Mas, na hora de incluir os suplementos na dieta, é preciso tomar alguns cuidados para evitar problemas, como evitar estes sete erros:

Achar que apenas quem tem doenças precisa tomá-los

"Até uma pessoa livre de doenças e que pratica exercícios físicos, tem uma alimentação balanceada, não bebe e não fuma pode precisar de suplementação", diz o nutrólogo Wilson Rondó. De acordo com o especialista, cada pessoa possui um metabolismo diferente e, por isso, absorve de maneira específica cada tipo de nutriente.

"Além disso, muitos alimentos, que antes eram fontes de nutrientes, passam por tantos processos químicos que o seu consumo não consegue dar conta das necessidades diárias do organismo", completa o especialista.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.