Novo medicamento auxilia pacientes com câncer de próstata

Rádio 223 prolonga a sobrevida do indivíduo, diz estudo

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 22/07/2013

Experiências têm demonstrado que uma nova terapia com o isótopo rádio 223 pode estender a vida de homens com a forma mais avançada do câncer de próstata. O trabalho foi desenvolvido por um pesquisador do Royal Marsden Hospital e do Institute of Cancer Research, ambos em Londres e publicado dia 18 de julho no The New England Journal of Medicine.

O estudo envolveu 900 homens de 19 países com câncer de próstata em estágio avançado, cuja sobrevida correspondia a menos de um ano. O grupo possuía um câncer hormônio-resistente com metástases ósseas - elas afetam cerca de 90% dos pacientes com a doença, sendo um indicativo para câncer muito avançado. Os homens foram aleatoriamente designados para receber placebo ou uma injeção mensal da droga com radio 223.

Aqueles que receberam o tratamento com a droga apresentaram um aumento médio da sobrevida de 11 meses para 15 meses e tiveram menos efeitos adversos, como dor óssea e fraqueza muscular. Segundo os pesquisadores, é uma melhora substancial de 30% na sobrevida do paciente. Eles afirmam também que a terapia pode ser feita antes do câncer se tornar tão avançado, garantindo uma sobrevida ainda maior.

A nova droga contém rádio 223, um isótopo que se concentra nas células cancerosas que se espalharam para os ossos. O rádio, que imita o cálcio, liga-se com os minerais nos ossos do paciente, onde se proporciona a radiação que destrói as células cancerígenas sem infligir mais danos aos tecidos vizinhos, como as terapias de radiação mais velhas. A droga foi aprovada pelo Food and Drug Administration em maio e é vendido sob a marca Xofigo.

O mecanismo da droga não é específico para câncer de próstata: ensaios clínicos também tem mostrado que ela é promissora no tratamento de metástases ósseas decorrentes de câncer de mama. Segundo os autores, é provável que ela ajude no tratamento de metástases ósseas causadas por outros tipos de câncer.

Use a dieta para prevenir câncer de próstata
De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer, o câncer de próstata é um dos mais incidentes nos homens brasileiros, perdendo apenas para o câncer de pulmão em número de mortes provocadas anualmente. Mas a prevenção pode começar bem antes dos 45 anos, idade em que o homem deve começar a fazer consultas anuais com o urologista. "Há alimentos que previnem o câncer de próstata e outros que podem influenciar o aparecimento da doença, em pacientes com pré-disposição a ela", afirma o nutrólogo Celso Cukier, do Hospital São Luiz.

Fazer uma dieta seletiva, portanto, é fundamental para a saúde do aparelho reprodutor. A melhor parte dessa história? "Existem opções muito saborosas, disponíveis no dia a dia, indicadas para prevenir o câncer na próstata, não são alimentos difíceis de encontrar", diz o nutrólogo Roberto Navarro, da Associação Médica Brasileira de Nutrologia. Os dois especialistas mostram a seguir quais são os itens indispensáveis na mesa do homem saudável.

Leite

O leite é uma ótima fonte de vitamina D e cálcio, substâncias que ajudam no processo de apoptose (autodestruição de células que não estão funcionando bem, característica das células cancerígenas). Além disso, essas sustâncias melhoram o funcionamento do sistema imunológico, ajudando a combater doenças. "Consumir até 500 ml de leite por dia realmente ajuda a afastar o câncer de próstata", diz o nutrólogo Roberto Navarro.

Mas, se consumidos em excesso, o leite e seus derivados podem ter o efeito contrário, aumentando as chances desse tipo de câncer. De acordo com um estudo feito pela Universidade de Harvard, consumir mais do que meio litro de leite por dia pode aumentar em até 20% as chances de câncer de mama e de próstata. "O cálcio em excesso diminui a absorção de vitamina D no organismo, essencial no processo de proteção contra câncer de próstata", alerta o especialista.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.