Derrube nove mitos sobre exames médicos

Nem sempre jejum é necessário e alguns levam poucos minutos para serem realizados

POR CAROLINA SERPEJANTE - PUBLICADO EM 21/01/2014

As visitas anuais ao médico são um sinônimo para bateria de exames. Os exames laboratoriais devem ser feitos sempre após uma consulta médica, já que eles são um complemento da avaliação clínica do paciente. Ele irá avaliar sua idade, histórico familiar e outras doenças relacionadas, estudando a sua necessidade de fazer aqueles exames e analisar os resultados com propriedade.

Horas de jejum, a busca por um acompanhante e a dificuldade de encontrar horário na agenda são alguns dos dilemas de quem enfrenta o check-up. Mas, felizmente, esses cuidados não são necessários para todos os testes que você irá realizar. Confira a lista com os principais mitos sobre exames médicos e quando realmente é preciso tomar essas precauções:

Frequência dos exames

Ao falar em check-up médico, logo nos vem à cabeça aquela bateria interminável de exames que devemos fazer todo o ano. Há quem separe dias inteiros nas férias dedicados a isso, e também aqueles que têm preguiça só de pensar na quantidade de testes. Para os que se enquadram no último grupo, saibam que nem todo o exame precisa ser repetido anualmente - tudo dependerá da orientação médica. A densitometria óssea, por exemplo, é indicada a cada dois anos para acompanhar a densidade óssea a impedir o aparecimento da osteoporose. Já a colonoscopia, o exame que investiga a saúde do intestino, é indicado a cada cinco anos em pessoas assintomáticas e acima dos 50 anos. "Outros exames são pedidos apenas para pessoas que tem algum sintoma, como deficiências nutricionais ou tomografias, não sendo necessário repetir anualmente", explica o patologista Nairo Sumita, do Fleury Medicina e Saúde.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.